Inicio » Mais Seções » Curiosidades » Mulher que usou heroína na gravidez vira ativista anti-droga

Mulher que usou heroína na gravidez vira ativista anti-droga


Reviewed by:
Rating:
5
On 15 de agosto de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

Mulher que usou heroína na gravidez vira ativista anti-droga

Uma mulher que usou heroína por muitos anos – inclusive durante a gravidez – tornou-se uma ativista contra a droga, em Londres, no Reino Unido. As informações são do Mirror.

Kay Shaw fumava heroína todos os dias e, no auge do vício, ficou grávida de seu terceiro filho. O bebê, Billie, nasceu prematuro e teve que ficar internado no hospital por meses.

Em foto divulgada pela ativista, ela mostra a mudança que passou desde a época do vício até hoje, cinco anos sem a droga
Em foto divulgada pela ativista, ela mostra a mudança que passou desde a época do vício até hoje, cinco anos sem a droga

Hoje, com 32 anos, Kay está livre da droga há cinco anos e quer alertar outras pessoas sobre os perigos do uso da heroína. 

Segundo a publicação, ela diz que chorava todos os dias durante a gravidez, por se sentir culpada devido ao uso contínuo da droga. “Eu me sentia mal, mas quando você já é viciada, fica muito difícil. Não é no momento que você sabe que está grávida que você vai se livrar do vício”, diz Kay.

“Eu quero mostrar às pessoas que a heroína é uma droga do mal, que pode destruir sua vida, mas é possível lutar. Eu sou a prova viva disso”, conclui. 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).