Inicio » Minas Gerais » Centro de Minas » MG – Gastronomia regional é destaque no Festival de Tiradentes

MG – Gastronomia regional é destaque no Festival de Tiradentes

A culinária regional vem ganhando cada vez mais destaque no Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes, e neste ano, em sua 17ª edição, serão apresentados pratos dos estados de Espírito Santo, Alagoas, Amapá, Sergipe e Roraima.

MG - Gastronomia regional é destaque no Festival de Tiradentes
MG – Gastronomia regional é destaque no Festival de Tiradentes

Uma equipe do festival percorreu em 2014 mais de 11 mil quilômetros pelo Brasil em busca de ingredientes e produtos típicos. Ao todo, foram 45 dias de entrevistas, com 95 pessoas, em 22 cidades dos cinco estados citados. Todo o material coletado será apresentado em forma de cursos, palestras e degustações.

Desde 2012, o evento investe no mapeamento da gastronomia nacional, por meio da Expedição Fartura Gastronomia. Em três anos, foram mais de 30 mil quilômetros percorridos, em 17 estados brasileiros.

Rusty Marcellini, chefe da Expedição, fez um balanço do mapeamento feito até agora pela iniciativa. “Participei do projeto em seis estados no ano passado e esse ano visitamos cinco estados menos desenvolvidos, digamos menos conhecidos gastronomicamente e a gente acaba encontrando muita coisa ligada ao regionalismo, o que acaba favorecendo novas descobertas, como frutas diferentes, variedades de farinhas, peixes”, afirmou.

A gastronomia do Espírito Santo será evidenciada em Tiradentes com a utilização de produtos regionais e a participação de chefs capixabas que estiveram na rota da Expedição. A equipe vai levar para o evento um pouco da gastronomia típica de Pedra Azul, região com forte influência italiana, presente em produtos como os embutidos, polenta e massas. Some-se a isso uma culinária tipicamente litorânea, com os peixes e crustáceos, que compõem pratos símbolos do estado (moqueca e torta capixaba).

De Alagoas e Sergipe, os expedicionários selecionaram ícones da comida sertaneja, representada por produtos como a carne de sol e o queijo coalho. Esses Estados também têm forte influência litorânea e, por isso, é possível encontrar uma quantidade significativa de lagostas e frutos do mar.

Tiradentes também vai conhecer um pouco da cozinha da região amazônica, por meio dos produtos mapeados em Roraima e Amapá, onde é possível encontrar frutas exóticas, desconhecidas de muitos brasileiros, como o bacuri e o cupuaçu. A Expedição acompanhou a cata do pitu, camarão de água doce tradicional da região. Além disso, verificou uma forte influência indígena nos pratos desses estados, destacado no uso da farinha fermentada de mandioca e das pimentas. Um prato de Roraima que representa essa herança indígena é a damurida, que leva peixe e é genuinamente apimentada.

A expectativa de Rusty é apresentar pratos de um Brasil que pouca gente conhece, muito vinculado à cultura indígena, como em Roraima. “Será um festival mais focado no Brasil em relação aos anos anteriores, menos internacional do que os outros, e quero ver como vai ser os comensais provando esses ingredientes”, completou.

O Festival de Cultura e Gastronomia Tiradentes contabiliza números surpreendentes: já recebeu mais de 630 chefs de 18 países, como Espanha, França, Itália, Argentina, Estados Unidos e Alemanha, teve 160 festins e 77 mil pratos servidos nos jantares e contou com a participação direta de mais de 5.500 profissionais.

EFE

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).