Inicio » Internacional » Ásia » Ásia – China executa oito pessoas por ataques terroristas

Ásia – China executa oito pessoas por ataques terroristas

Foto tirada de um vídeo de 16 de junho mostra o julgamento dos suspeitos de terem cometido o atentado suicida em Pequim, em 2013
Foto tirada de um vídeo de 16 de junho mostra o julgamento dos suspeitos de terem cometido o atentado suicida em Pequim, em 2013

A China executou oito pessoas por ataques “terroristas” em Xinjiang, incluindo três homens que “idealizaram” um acidente automotivo na praça de Tiananmen, na capital Pequim, em 2013, informou a imprensa estatal do país. 

Xinjiang é tradicionalmente a terra dos muçulmanos Uighurs, que falam uma língua oriunda do turco, e a China atribuiu os ataques na província a separatistas islâmicos que buscam estabelecer um Estado independente chamado de Turquestão do Leste. 

Grupos Uighurs exilados e ativistas de direitos humanos dizem que as próprias políticas repressivas do governo em Xinjiang provocaram os distúrbios, uma acusação negada por Pequim.

Três entre os executados “idealizaram” o ataque de outubro de 2013 no coração da capital chinesa, afirmou a agência de notícias oficial Xinhua no sábado. 

Cinco pessoas foram mortas e 40 ficaram feridas no incidente, quando um carro adentrou a praça no meio do povo e explodiu, pegando fogo. 

As outras execuções, que aconteceram nos últimos dias, eram punições por crimes como armar vestimentas terroristas e fabricação ilegal de explosivos para atacar policiais e autoridades governamentais, disse a Xinhua. 

O Congresso Mundial Uyghur, o maior grupo de Uighurs exilados, disse que os indivíduos executados estavam pagando um preço pesado, mas que a causa primordial dos problemas estava sendo ignorada. 

“Os advogados, para conseguirem decisões políticas, os levaram a aceitar as acusações do governo chinês, e tiraram a discussão sobre os motivos da pauta”, disse o porta-voz Dilxat Raxit à Reuters por e-mail neste domingo. “É um caso típico servindo fins políticos”. 

Uma reportagem da Central Chinesa de Televisão (CCTV) mostrou imagens da polícia levando os indivíduos a um tribunal e questionando os que foram executados. Também eram mostradas imagens do ataque na praça de Tiananmen, quando um carro foi levado para o centro da praça. 

Alguns dos executados foram culpados por ataques na prefeitura de Aksu, na cidade de Kashgar e na vila de Hotan, acrescentou a Xinhua. 

A China tem reprimido os crimes violentos depois de uma série de ataques violentos em Xinjiang, e executou 13 pessoas em junho. 

china-paz-celestialinfograficovale-este

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).