Inicio » Esporte » Brasileirão 2016 » Brasileirão 2014 – Cruzeiro bate Goiás e abre sete pontos de vantagem na ponta

Brasileirão 2014 – Cruzeiro bate Goiás e abre sete pontos de vantagem na ponta

Brasileirão 2014 - Cruzeiro bate Goiás e abre sete pontos de vantagem na ponta
Brasileirão 2014 – Cruzeiro bate Goiás e abre sete pontos de vantagem na ponta

O Cruzeiro caminha cada vez mais firme em busca do bicampeonato do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, jogando no Serra Dourada, a equipe comandada por Marcelo Oliveira superou o Goiás, por 1 a 0, e disparou na liderança da competição nacional. Com tropeços de Inter e Corinthians, o clube mineiro agora tem sete pontos de vantagem em relação ao São Paulo, novo segundo colocado. O gol marcado por Marcelo Moreno também dá ao time o título simbólico de campeão do primeiro turno da Série A.

Com o resultado, o Cruzeiro abre ampla vantagem na ponta da tabela. Agora, a equipe mineira soma 39 pontos, contra 32 do vice-líder São Paulo. Já o Goiás continua na parte de baixo da tabela, em 13º, com apenas 20 pontos.

Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe a Chapecoense, sábado (30), às 18h30, no Mineirão. Já o Goiás encara o Atlético-PR, domingo (31), às 18h30, no Serra Dourada.

Mais perigoso, Cruzeiro abre o placar

O primeiro tempo foi movimentado no Serra Dourada. Jogando em casa, o Goiás não deixou o Cruzeiro ser único a criar oportunidades na partida e também assustou o líder do campeonato. A primeira chance foi dos donos da casa. Aos 11min, David Silva recebeu de Bruno Mineiro e bateu para o gol. Fábio espalmou com dificuldade após desvio de Dedé e evitou o pior.

O Cruzeiro, que tinha mais posse de bola, foi demonstrou maior competência. No primeiro lance de perigo, não desperdiçou. Aos 24min, Éverton Ribeiro lançou Marcelo Moreno por trás da zaga. O boliviano bateu cruzado e abriu o placar em Goiás.

Após o gol, o Cruzeiro aumentou seu volume de jogo e quase ampliou aos 37min. Lucas Silva arriscou da entrada da área, a bola desviou e sobrou fácil para defesa de Renan. Aos 41min, Marcelo Moreno quase fez o segundo, mas o goleiro acabou salvando o Goiás novamente. 

Goiás assusta e perde pênalti no fim

Satisfeitos com as atuações de suas equipes, os técnicos não mudaram na volta do intervalo. Assim como na etapa inicial, o Goiás foi quem começou assustando no segundo tempo. Aos 12min, Moisés recebeu na direita, cortou para o meio e chutou com perigo para Fábio.

O jogo então ficou truncado no meio-campo, e os times se alternavam na posse de bola. O Cruzeiro foi chegar com perigo só aos 29min. Dagoberto, que entrou no lugar de Alisson, tabelou com Lucas Silva e bateu rente à trave.

O Goiás voltou a assustar aos 34min. David cobrou falta com força, Fábio fez grande defesa, a bola ainda bateu no travessão antes de sair pela linha de fundo. Os donos da casa ainda esboçaram uma pressão no líder do campeonato, mas Fábio continuou intransponível. Já nos acréscimos, aos 47min, o árbitro assinalou pênalti de Dedé sobre Esquerdinha. David foi para a bola, mas bateu para fora e desperdiçou a oportunidade de empatar a partida para o Goiás. 

Cruzeiro vence Goiás fora de casa e conquista título simbólico do turno

O Cruzeiro já é o campeão do primeiro turno. A equipe de Marcelo Oliveira fez mais uma vítima no Brasileirão e já garantiu o título simbólico com duas rodadas de antecedência. Com gol de Marcelo Moreno e toques de drama no final, a Raposa bateu o Goiás por 1 a 0 no Serra Dourada e alcançou os 39 pontos na tabela, não podendo ser mais ultrapassado antes do returno, já que o São Paulo, atual segundo colocado, soma 32 pontos. O feito também garante ao clube estrelado o Troféu Osmar Santos, honraria concedida pelo LANCE! desde 2014 ao campeão do primeiro turno.

Cruzeiro sente gramado extenso, mas faz valer qualidade do time

O forte calor fez com que as equipes começassem o jogo estudando umas às outras. O Goiás tentava congestionar o meio-campo com muitos jogadores para anular as ofensivas do Cruzeiro, enquanto a Raposa buscava suas ofensivas com toques rápidos de bola. O gramado extenso, no entanto, gerou dificuldades principalmente para os visitantes, que encontravam muitos espaços de sobra. Com a posse de bola dividida, a saída celeste foi utilizar os lançamentos longos e essa foi a solução encontrada por Éverton Ribeiro. Aos 24 minutos, o meia deu um passe do meio de campo que rasgou toda a defesa esmeraldina. A bola encontrou Marcelo Moreno que bateru cruzado para abrir o marcador. A bola ainda tocou na trave direita de Renan antes de entrar.

No momento da comemoração, os jogadores do Cruzeiro ainda prestaram uma homenagem ao companheiro Tinga. Os atletas mostraram um ‘T’ com os braços, de modo a mandar energias positivas para o volante que passou por uma cirurgia na tíbia e na fíbula no último sábado, devendo ficar em recuperação pelo restante da temporada de 2014.

Ciente do possível cansaço precoce por conta do gramado, o Cruzeiro se comportou bem dentro de campo após o gol. Atento na marcação, o time de Marcelo Oliveira teve inteligência para esperar pelo Goiás e buscar os desarmes nos momentos certos. Ainda antes do primeiro tempo, por pouco Marcelo Moreno não amplia para a Raposa. Alisson colocou a bola na cabeça do boliviano, mas Renan espalmou bonito e evitou o segundo gol estrelado.

Pênalti no final garante o título simbólico

No segundo tempo, o cansaço se tornou ainda mais nítido no time visitante. Com 15 minutos da etapa final, Marcelo Oliveira trocou um lateral-esquerdo por outro, promovendo a entrada de Samudio para a saída de Egídio, gritando “correu muito” para o jogador que estava em campo. Pouco depois, colocou o velocista Dagoberto no lugar de Alisson, procurando maiores alternativas de escape pelos lados do campo, já que o Goiás se apresentava mais intenso na partida.

Enquanto o Cruzeiro procurava adminstrar a partida, explorando os lançamentos longos e passes esticados, o Goiás tentava imprimir maiores ações ofensivas, mas não demonstrava alternativas para superar a defesa celeste. Aos 33 minutos, o time esmeraldino teve uma falta próximo da meia-lua e só não empatou porque Fábio espalmou a bomba de David.

Os dez minutos finais de jogo ficaram por conta das tentativas de abafa do Goiás. Já com o volante Henrique no lugar de Willian, Marcelo Oliveira fechou a equipe celeste e esperou pelo apito final. O treinador só não contava com o pênalti polêmico marcado para o Goiás aos 48 minutos. Na batida, David bateu rasteiro e pra fora, selando a vitória celeste no Serra Dourada. Resultado simples, mas que valeu os três pontos no jogo, mas sete pontos de diferença para o vice-líder, além do simbólico título de melhor equipe na primeira metade do campeonato.

GOIÁS 0x1 CRUZEIRO

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Data-Hora: 24/8/2014 – 18h30

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)

Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Nadine Schramm Camara Bastos (SC)

GOLS: Marcelo Moreno, 24’/1ºT (1-0)

Cartões amarelos: Thiago Mendes, Bruno Mineiro, Jackson, Léo Veloso (GOI), Ceará, Samudio e Dedé (CRU)

Cartão vermelho: Não houve.

Público/Renda: Ainda não divulgados.

GOIÁS: Renan; Moisés (Murilo Henrique – 14’/2ºT), Jackson, Felipe, Valmir Lucas, Léo Veloso; Thiago Mendes, Tiago Real, David; Bruno Mineiro (Erik – 30’/2ºT) e Samuel (Esquerdinha – 38’/2ºT). Técnico: Ricardo Drubscky.

CRUZEIRO: Fábio, Ceará, Dedé, Léo e Egídio (Samúdio – 15’/2ºT); Nilton, Lucas Silva, Everton Ribeiro e Alisson (Dagoberto – 20’/2ºT); Willian (Henrique – 30’/2ºT) e Marcelo Moreno. Técnico: Marcelo Oliveira.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).