Inicio » Colunistas » Coluna – Mente monitorada

Coluna – Mente monitorada

                       O tempo requer uma imensidão de conquistas transformadoras da mente humana, questionar estes paradigmas insondáveis, problematizam o dever de assegurá-los, simplesmente uma descoberta  que traz a evolução, adaptar-se ao novo não é privilégio para poucos, é uma necessidade de sobrevivência.

                        A informação percorre o mundo de uma forma tão eficaz que sua produtividade intensa gera uma cadeia de pensamentos e opiniões que em segundos já estarão no passado. Somos todos um só, com religiões e idéias diferentes, tocamos o barco anexando em nossa mente tudo que pousa sob nossos ouvidos, concordando ou não, fazemos parte deste conjunto infinito de leis, que ao passo que se desvincula do seu  sentido traz consigo a revolta dos mais prejudicados. Estamos num tempo em que uma simples palavra possa causar desejo de matar, a ira não precisa mais ser provocada, ordens são dadas para extermínio no suave toque de uma tecla de computador, sem o cheiro do sangue que está sendo derramado.

                      Imperfeitos ao sentimentalismo, o consumismo humano destrói laços de afetividade permanentemente, a obsolescência programada passou a participar efetivamente,  onde o homem, indiferente ao mercado de consumo, produz a situação, a forma e o tempo em que devem durar, relacionamentos, cargos altos, ou mesmo bens de consumo, conseguiram até rotular o amor sob contrato, contrariando as leis de Deus.

                   Uma sociedade questionadora, jamais. Conscientes de que somos vigiados vinte e quatro horas, não podemos pensar, caso contrário, seria um desastre a quantidade de votos nulos nas eleições. Observando um bando de macacos brigando apenas por comida, já demonstra o seu ponto fraco, somos facilmente manipulados, uma mulher bonita numa propaganda de bebida, um carro dos sonhos numa propaganda de cigarros, tudo para persuadir nosso psicológico.

                _ Quem quer comprar a felicidade?  _eu tenho tudo que você precisa! antes fosse fácil assim, certa vez recebi nas ruas um folhetinho, dizendo: “Se você precisa de dinheiro, conquistar o amor desejado ou está desempregado, basta consultar a dona Ritinha…”, o pior é tem pessoas que acreditam nisso, estão tão  cegos pela ambição que se deixam ser enganadas por qualquer pessoa comum. Não precisa ser muito inteligente para fazer com que as pessoas se atraiam por algo, basta dizer aquilo que elas querem ouvir, quem tem coragem e maldade tira muito proveito disso, mas eu prefiro ser humilde, burro, ingênuo, ignorante, manipulado ou qualquer que seja a palavra que usam, do que ficar enganando, mentindo ou seduzindo e monitorando pessoas.

Por Aldeildo Rocha Ferreira

Aldeildo Rocha Ferreira
Aldeildo Rocha Ferreira

 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).