Inicio » Internacional » Europa » Europa – Caçadores de baleias já mataram 729 na Noruega desde retorno da prática no país

Europa – Caçadores de baleias já mataram 729 na Noruega desde retorno da prática no país


Reviewed by:
Rating:
5
On 26 de agosto de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

Europa - Caçadores de baleias já mataram 729 na Noruega desde retorno da prática no país

Europa - Caçadores de baleias já mataram 729 na Noruega desde retorno da prática no país
Europa – Caçadores de baleias já mataram 729 na Noruega desde retorno da prática no país

Os caçadores de baleias noruegueses mataram 729 cetáceos neste ano, um número recorde desde que a Noruega retomou a polêmica prática, embora as capturas estejam abaixo da quota autorizada, informaram nesta segunda-feira (25) os profissionais do setor.

“A sessão está praticamente concluída e foi muito boa”, declarou à AFP o diretor-adjunto da cooperativa de venda de produtos de pesca, Svein Ove Haugland.

Embora ainda possa aumentar um pouco, o número de capturas deste ano é o maior desde 1993. Naquele ano, a Noruega retomou a caça de baleias, apesar da moratória internacional em vigor desde 1986 com a qual Oslo teve reservas.

Em 2014, o número de baleias Minke foi de 590, o que já significou um forte aumento em relação ao ano anterior.

Mas as capturas continuam sendo inferiores à quota nacional de 1.286 baleias por ano.

“Há um gargalo em nível de mercado e da distribuição. É preciso reconstruir a demanda da carne de baleia submetida à forte concorrência da carne (de animais terrestres) e de pescado”, explicou Haugland.

“Mas o fato de que tenham ocorrido duas altas consecutivas das capturas anuais mostra que estamos no caminho certo”, acrescentou.

AFP

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).