Inicio » Política » Eleições 2014 » Eleições 2014 – Cobrada sobre coerência ideológica, Marina afirma reconhecer pessoas boas em todos os partidos

Eleições 2014 – Cobrada sobre coerência ideológica, Marina afirma reconhecer pessoas boas em todos os partidos

Marina Silva rebate pecha de incoerente. Foto: AFP.
Marina Silva rebate pecha de incoerente. Foto: AFP.

Apesar do discurso combativo contra a polarização entre PT e PSDB, a candidata Marina Silva (PSB/Rede) adotou um tom mais moderado na noite desta terça-feira (27), durante o debate da Band. Cobrando coerência, o senador Aécio Neves (PSDB) a questionou sobre as recentes declarações em que a candidata afirma ser possível governar com José Serra (PSDB). Marina rebateu dizendo que “existem pessoas boas em todos os partidos”.

“Quando eu disse que não iria subir em palanques, eu mantive a coerência, porque não queria fortalecer os partidos da polarização [PT e PSDB]. Quando eu digo que quero governar com os melhores, eu reconheço que há pessoas boas em todos os partidos, mas que os bons estão no banco de reservas”, disse Marina, acrescentando que, se eleita, “vai tirar do banco” políticos como Pedro Simon (PMDB-RS) e Eduardo Suplicy (PT)”.

Na tentativa de desconstruir o discurso da “nova política” pregado pela adversária, Aécio pontuou a divisão entre política boa e ruim e cobrou um discurso mais coerente à ex-senadora.

As relações de amizade da candidata com Neca Setúbal, coordenadora de seu programa de governo e herdeira do Itaú, e Guilherme Leal, fundador da Natura, também foram postas na mira dos adversários.

AGRONEGÓCIO – O candidato do PRTB Levy Fidelix tratou da relação da ex-senadora com os empresários e questionou Marina sobre o posicionamento dela quanto ao agronegócio – área em que o nome dela enfrenta resistência.

De pronto, a postulante rebateu com um discurso moderado e agregador em que afirmou não alimentar preconceitos contra condição econômica de ninguém.

“Eu quero combater essa visão de apartar o Brasil. O Guilherme faz parte da elite, mas os Yanomamis também, a Neca é da elite, mas o Chico Mendes também. Não tenho preconceito contra a condição econômica de ninguém. Não temos que combater só as elites. Isso é uma visão tacanha. Temos que envolver as pessoas. É assim que eu quero governar, unindo o Brasil, com pessoas de bem de todos os setores. Com pessoas honestas e competentes”, afirmou Marina, que procurou pairar sobre a polarização dos dois grupos políticos.

Em relação ao agronegócio, a minha posição é que é importante para a balança comercial, mas precisa fazer com responsabilidade social“, pontuou a candidata.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).