Inicio » Nacional » Brasil ‘Vamos, machão, faz alguma coisa com essa faca’, diz pai a Bernardo

Brasil ‘Vamos, machão, faz alguma coisa com essa faca’, diz pai a Bernardo

Meses antes de o menino Bernardo Boldrini ser assassinado no interior do Rio Grande do Sul, em abril deste ano, gravações feitas no celular do pai dele, Leandro Boldrini, mostram provocações ao garoto. Bernardo reage aos gritos e, em desespero, chega a pegar um facão para tentar fazer com que o pai pare de filmá-lo.

'Vamos, machão, faz alguma coisa com essa faca', diz pai a Bernardo em vídeo
‘Vamos, machão, faz alguma coisa com essa faca’, diz pai a Bernardo em vídeo

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

As imagens, que constam do processo judicial sobre a morte de Bernardo, foram divulgadas pelo jornal “Zero Hora” na tarde desta sexta-feira (29) e gravadas em junho e agosto de 2013.

No vídeo divulgado na quinta-feira (28), recuperado pela perícia após ter sido apagado do celular, Leandro mal aparece e a madrasta de Bernardo, Graciele Ugulini, é quem agride verbalmente o menino.

Já as novas filmagens mostram o pai atormentado o garoto e o seguindo pela casa em que viviam. No primeiro vídeo, com data de 26 de junho de 2013, Bernardo está no banheiro com a porta fechada. “Abre a porta que eu quero te mostrar uma coisa”, diz o pai, que faz a gravação.

É possível ouvir o som de batidas. O garoto grita e Leandro, calmamente, diz: “Não seja tão agressivo”. O menino responde: “Porque tu é um idiota”.

Em seguida, Bernardo abre a porta, tira o que parece ser um molho de chaves da mão do pai e vai para a cozinha, onde pega uma faca.

“É contigo. Tu tá agindo pelos teus próprios atos. Vai, vamos, vamos ver se tu é corajoso. Isso aqui vai ser mostrado para quem tu quiser saber. Vamos, machão”, provoca Leandro, em tom de deboche.

“Faz alguma coisa com essa faca”, instiga o pai. Bernardo pede para que ele pare de filmar. “Terminou teu show?”, responde Leandro.
É então que Bernardo troca a faca por um facão e diz ao pai: “Para o vídeo. Se não, não vou parar”.

Outro vídeo, gravado um dia antes do Dia dos Pais, em 10 de agosto de 2013, mostra Bernardo trancado dentro de um guarda-roupa. O garoto está chorando. “Sai! Para de me filmar. Seu idiota, olha o que tu fez, bateu na minha porta”, diz Bernardo, desesperado, ao sair do esconderijo.

Audiência

Na audiência realizada no Fórum de Três Passos, na última terça-feira (26), testemunhas de acusação falaram sobre o abandono e a negligência do pai e da madrasta em relação a Bernardo.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, a dentista que tratava Bernardo disse que ele “fazia tudo sozinho, não tinha ajuda”.

Um amigo de Leandro contou que sua mulher, uma psicóloga que acompanhava o garoto, disse que “Bernardo não tinha nenhum problema psicológico, era uma carência afetiva”.

Pedido de ajuda

No início do ano, Bernardo chegou a procurar ajuda no Ministério Público, reclamando de negligência afetiva. Em uma audiência na Justiça, ficou decidido que pai e filho tentariam uma reconciliação.

O corpo de Bernardo Boldrini, 11, foi encontrado no dia 14 de abril dentro de um saco plástico em um matagal em Frederico Westphalen (a 364 km de Porto Alegre), cidade vizinha a Três Passos, onde a família vivia.

O pai de Bernardo nega participação no crime, e a madrasta diz que a morte foi acidental, após um erro na dosagem de um calmante dado ao enteado.

Edelvânia Wirganovicz, amiga de Graciele, afirma que ajudou a ocultar o corpo do garoto após sofrer “pressão psicológica”. Evandro Wirganovicz nega participação no crime. Os quatro estão presos.

Folhapress
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).