Inicio » Esporte » Vôlei – Montes Claros vôlei perde de virada contra o Sada Cruzeiro na estreia da temporada

Vôlei – Montes Claros vôlei perde de virada contra o Sada Cruzeiro na estreia da temporada

O reencontro do Sada Cruzeiro com sua torcida foi positivo, apesar do susto sofrido logo no primeiro set. No jogo de abertura da temporada 2014/2015, pelo Campeonato Mineiro, o time celeste, atual tetracampeão da competição, passou pelo Montes Claros Vôlei, em jogo realizado no Ginásio do Riacho, em Contagem, na noite desta quinta-feira. O placar de 3 a 1 (22/25, 25/21, 25/20 e 28/26) dá a liderança provisória à equipe, que volta a entrar em quadra, no sábado, fora de casa, contra a UFJF, que ainda não jogou.

Com a vitória na estreia, Sada Cruzeiro assumiu liderança temporária do campeonato
Com a vitória na estreia, Sada Cruzeiro assumiu liderança temporária do campeonato

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

Depois de ver o Montes Claros controlar o jogo no primeiro set, o Sada Cruzeiro se recuperou e virou o placar para confirmar os primeiros três pontos no campeonato.

“Os erros que cometemos são muito comuns para este começo de temporada. Fiquei surpreendido com o volume de defesa do Montes Claros. Eles vão incomodar muita gente nesta temporada”, resume o central Douglas Cordeiro.

Como o técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, havia indicado nas últimas semanas, a chance para jovens jogadores foi dada. O central Éder Levi e o ponta Kadu começaram jogando nas vagas de Isac e Leal, respectivamente. A dupla começou o jogo nervosa, mas foi se soltando e deu sua contribuição no resultado positivo.

As mudanças de Mendez já começavam com as ausências do central Éder e do oposto Wallace, que estão com a seleção brasileira, preparando-se para o Mundial da Polônia, que começa neste sábado. Douglas Cordeiro e PV deram contam do recado e ajudaram no primeiro triunfo da temporada.

Uma pequena dose de falta de entrosamento foi sentida no começo da partida pelo Sada Cruzeiro, devido às quatro mudanças no time titular. O Montes Claros, comandado pelo levantador Rodriguinho, aproveitou-se dos erros do adversário para abrir 6 a 2.

Bastou o jogo correr mais um pouco para o Sada Cruzeiro encontrar um bom ritmo e parar de dar pontos de graça para o adversário. Apesar da melhora, o Pequi Atômico continuou incomodando e esteve na frente nos dois primeiros tempos técnicos. A dificuldade do time azul em colocar a bola no chão oponente era grande.

Sem tempo a perder, Mendez fez a inversão, colocando Leal e Lucas Salim. Kadu foi deslocado para a saída de rede e uma nova reação apareceu, com a presença, ainda, do líbero reserva Kachel, que também ganhou sua chance.

Com uma torcida que percorreu mais de 400km de estrada para ver os ídolos de perto na estreia, o Montes Claros não se intimidou com o atual campeão e conseguiu levar o primeiro set, em erro de saque de Éder Levi.

Drama revertido. O começo do segundo set também não começou bem para o Sada Cruzeiro. Depois do árbitro marcar ponto do Montes Claros no primeiro set da parcial, quando o saque era do time da casa, um novo ponto foi computado para os visitantes em cartão vermelho recebido por Serginho, que reclamou muito do juiz ter assinalado barreira cruzeirense – quando um time tenta impedir a visão do adversário no momento do saque.

Os 2 a 0 logo viraram 3 a 2, após o Sada começar a mostrar um espírito mais aguerrido, talvez provocado pelo comandante da partida. A sequência reservou erros seguidos do Montes Claros, que começou a dar território para os celestes. A diferença aberta foi mantida pelos donos da casa, mas não por muito tempo. A segunda parada técnica teve virada do Montes Claros, que continuou mostrando bom volume de jogo.

Sem permitir que o Montes Claros abrisse 2 a 0, o Sada Cruzeiro foi com tudo na reta final da parcial para empatar a partida.

No terceiro set, o Sada mostrou ter aprendido a lição das parciais anteriores e não deu chances para o Montes Claros gostar do jogo, pelo menos nos primeiros instantes. Um 5 a 1 foi aberto pelo time de Marcelo Mendez, que continuou dando ritmo de jogo para quase todos os relacionados. Aos poucos, o Montes Claros foi reagindo e chegou a empatar a partida em 14 pontos.

O Sada logo retomou a vantagem, mas teve que ver o adversário perto do placar até confirmar a virada.

O quarto set voltou a mostrar equilíbrio. O Sada esteve na frente, mas o Montes Claros não deixava o time da casa esquecer que, qualquer sequência de erros, poderia ser fatal. Apesar de altos e baixos, o time celeste não deixou a vitória escapar e fez a alegria da torcida, que matou a saudade ao reencontrar o tetracampeão mineiro.

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

 
 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).