Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Goleiro Bruno estaria com plano de fuga da penitenciária de Francisco Sá

Norte de Minas – Goleiro Bruno estaria com plano de fuga da penitenciária de Francisco Sá

O goleiro Bruno Fernandes, que cumpre pena na Penitenciária de Segurança Máxima de Francisco Sá, no Norte de Minas, estaria com plano de fuga da unidade. Essa informação está no documento de denúncia protocolado no Conselho Regional de Justiça (CNJ) na última terça-feira (26). O atleta cumpre 22 anos de prisão acusado de ser o mandante da morte de Eliza Samudio, em 2010. 
 
Norte de Minas - Goleiro Bruno estaria com plano de fuga da penitenciária de Francisco Sá
Norte de Minas – Goleiro Bruno estaria com plano de fuga da penitenciária de Francisco Sá

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

O documento é assinado pelos advogados dos escritório Carbone & Faiçal e de iniciativa do defensor Ângelo Carbone. Segundo o advogado, a investigação sobre o caso começou depois que vários detentos da Penitenciária de Nelson Hungria , em Contagem, região Metropolitana de Belo Horizonte, protestaram sobre a transferência do atleta. “A população carcerária está revoltada com o privilégio. Vários presos citam até o nome da pessoa que beneficiou o Bruno nesta transferência”, contou.

 
Carbone, que é defensor do detento Jaílson Alves de Oliveira, que cumpre pena de 36 anos na Nelson Hungria, disse que a transferência iria facilitar a fuga do atleta do sistema carcerário. “Esse é o relato tanto de Jailson quanto de outros detentos e até funcionários da unidade, que não entendem como o atleta conseguiu esse benefício de maneira tão rápida”,afirmou o advogado. 
 
No documento, os advogados destacam que o atleta teria concedido entrevistas de forma remunerada dentro do complexo penitenciário, o que teria facilitado para que conseguisse a transferência. Sobre a mudança para o Norte de Minas teria sido realizada através da influência um pessoa dentro do judiciário. 
 
Bruno Fernandes, foi transferido para a penitenciária de Francisco Sá, no dia 20 de junho. Entre os critérios avaliados, pela Vara de Execuções Criminais está a residencia fixa na região, segurança e vaga na unidade prisional dentre outros critérios. 
 
Para o advogado responsável pela defesa de Bruno, Francisco Simim, a denúncia é irreal. “É uma mentira. A noiva (Ingrid Calheiros) de Bruno mora em Montes Claros. Ele não teve nenhum tipo de privilégio. Somente aquilo que é de direito. Esses advogados estão fantasiando”, disse. 
 
Agora, a denúncia será avaliada e deverá seguir para Supremo Tribunal Federal (STF). O órgão é responsável por investigar condutas e procedimentos jurídicos.  Segundo Carbone, não há prazo para que o processo de investigação seja instaurado. “Espero que seja o mais rápido possível, pois essa medida pode motivar um rebelião entre a população carcerária devido ao beneficio irregular de Bruno, além de sua fuga do Norte de Minas”, destacou. 
 
A defesa do goleiro informou que irá esperar ser comunicado oficialmente para tomar providências sobre o caso.
Por Gabriela Sales, do portal HD
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).