Inicio » Minas Gerais » MG – PRF prende motorista que transportava madeira nativa ilegalmente

MG – PRF prende motorista que transportava madeira nativa ilegalmente

Uma carga de cerca 50 m³ de madeira nativa do Cerrado, sem nota fiscal e sem licença ambiental, foi apreendida, na manhã desta terça-feira (2), na BR-040, em João Pinheiro, na região Noroeste de Minas Gerais. O motorista do caminhão foi preso.

Material apreendido foi levado para a delegacia de João Pinheiro
Material apreendido foi levado para a delegacia de João Pinheiro

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), era feito um patrulhamento de rotina na via, quando os policiais se depararam com o caminhão carregado de madeira na altura do km 130. Como o condutor, de 36 anos, não apresentou nem nota fiscal do produto e nem a guia de controle ambiental, o material foi apreendido.

Ele alegou que a madeira seria utilizada em uma olaria (local de fabricação de tijolos) no povoado de Ruralminas e que teria sido extraída da região. Por haver indícios de crime ambiental, o motorista foi encaminhado com a carga para Delegacia de Polícia Civil de João Pinheiro.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).