Inicio » Internacional » África » África do Sul nega visto ao Dalai Lama para cúpula dos Nobel

África do Sul nega visto ao Dalai Lama para cúpula dos Nobel


Reviewed by:
Rating:
5
On 4 de setembro de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

África do Sul nega visto ao Dalai Lama para cúpula dos Nobel

África do Sul negou novamente um visto ao Dalai Lama para comparecer à cúpula dos prêmios Nobel em outubro na Cidade do Cabo, informou nesta quinta-feira um porta-voz do chefe espiritual tibetano, mas o ministério das Relações Exteriores sul-africano desmentiu estas informações.

Dalai Lama é considerado um separatista perigoso por Pequim
Dalai Lama é considerado um separatista perigoso por Pequim

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

O governo sul-africano “me informou por telefone que não poderá conceder este visto porque prejudicaria as relações entre China e África do Sul”, declarou Nangsa Choedon à AFP.

Mas o porta-voz do ministério das Relações Exteriores sul-africano, Clayson Monyela, negou no Twitter. “A embaixada na Índia recebeu um pedido de visto do dalai lama. O pedido está sendo tratado segundo o procedimento correspondente. Não foi rejeitado”, tuitou.

O líder espiritual tibetano, prêmio Nobel da Paz 1989, é considerado um separatista perigoso por Pequim.

A África do Sul forma parte junto com a China do grupo dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia e China), integrado pelos países emergentes mais poderosos do planeta.

A 14ª edição da Conferência Mundial de Prêmios Nobel da Paz será realizada de 13 a 15 de outubro na Cidade do Cabo. 

A China acusa o dalai lama de defender a independência do Tibete tem pressionado vários países para que neguem a entrada ao líder budista exilado na Índia.

A ministra dos Negócios Estrangeiros sul-africana, Maite Nkoana Mashabane, visita neste momento a China, o maior parceiro comercial da África do Sul.

AFP

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).