Inicio » Política » Eleições 2014 » Eleições 2014 – Dilma é bilhete falso de loteria e Marina vai frustrar, diz Aécio

Eleições 2014 – Dilma é bilhete falso de loteria e Marina vai frustrar, diz Aécio

Na terceira colocação nas pesquisas eleitorais, o candidato do PSDB ao Planalto, senador Aécio Neves, atacou os dois nomes que aparecem à sua frente. Segundo ele, a presidente Dilma Rousseff (PT) foi um “bilhete falso de loteria” que o país comprou e Marina Silva, que concorre pelo PSB, levará seus eleitores à “frustração”.

"O Brasil comprou um bilhete falso de loteria", comentou o candidato sobre o governo Dilma
“O Brasil comprou um bilhete falso de loteria”, comentou o candidato sobre o governo Dilma

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

As declarações foram dadas pelo tucano em entrevista ao “Jornal da Globo”, na madrugada desta quinta-feira (4). Em entrevista ao telejornal, ele voltou a dizer que sua candidatura é a única que pode guiar o país ” à verdadeira mudança”. Aécio disse que a petista fracassou e que as promessas de Marina são “inexequíveis”.

“Reconheço que hoje não temos condições tão confortáveis quanto antes, mas o quadro mudou. A candidata é outra”, disse Aécio sobre a entrada da pessebista na corrida eleitoral, após a morte do ex-governador Eduardo Campos.

“O Brasil comprou um bilhete falso de loteria”, comentou sobre o governo Dilma. Para ele, a petista foi apresentada como uma grande gestora, mas fracassou no comando do país. “A presidente perderá as eleições”, afirmou, para dizer que, entre as duas candidaturas de oposição, Marina seria a opção com propostas impossíveis de serem executadas e com planos que mudam “ao sabor dos ventos”.

“O país não pode caminhar de frustração em frustração”, finalizou. Aécio defendeu sua candidatura como a única capaz de fazer a economia “voltar para os trilhos” e ressaltou que tem “um time” para conduzir um “novo ciclo” no desenvolvimento nacional.

Ele negou que vá mudar as leis trabalhistas, mas defendeu negociações para ajustes possíveis. “Não serei o presidente que vai retirar direitos dos trabalhadores”, afirmou.

Panela de pressão

O tucano garantiu a correção de preços represados, como combustível e transportes, com “previsibilidade”. “Teremos de soltar a tampa da panela de pressão, mas sem sustos”, disse.

“As nossas propostas não enganam, não estamos assumindo compromissos pontuais”, ressaltou, em nova alfinetada a Marina. Segundo ele, as promessas da pessebista custariam R$ 150 bilhões ao país, o que as tornariam impossíveis. “Tenho dúvidas sobre a capacidade que ela terá de executar as coisas que se propõe”, encerrou.

Folhapress
 
 
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).