Inicio » Mais Seções » Famosos » Em lua de mel, Brad Pitt vai ganhar 13 milhões em novo filme

Em lua de mel, Brad Pitt vai ganhar 13 milhões em novo filme

Brad Pitt, Leonardo DiCaprio e Robert De Niro formarão um “trio de ouro” para um curta que será produzido por Martin Scorsese. O projeto foi encomendado pela empresa asiática Melco Crown Entertainment, que busca promover cassinos e resorts de sua marca. 

Robert De Niro, Leonardo DiCaprio e Brad Pitt
Robert De Niro, Leonardo DiCaprio e Brad Pitt

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

O novo trabalho fez com que Pitt abandonasse sua lua de mel com Angelina Jolie na ilha de Gozo, na República da Malta, e voasse de volta para Nova York. Mas o esforço deve valer a pena. Brad já ganhou cerca de US$ 13 milhões (aproximadamente R$ 29 milhões) em apenas dois dias de trabalho, assim como De Niro e DiCaprio. 

O roteiro do curta é assinado por Terrence Winter, o mesmo de O Lobo de Wall Street, um dos grandes filmes da carreira de DiCaprio, e a produção deve estrear em 2015, em um resort temático em Macau. É a primeira vez que os três atores trabalham juntos.

Com informações de Deadline e Page Six. 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).