Inicio » Economia » Mantega fala em “correções de rota” para atingir meta fiscal

Mantega fala em “correções de rota” para atingir meta fiscal


Reviewed by:
Rating:
5
On 4 de setembro de 2014
Last modified:17 de dezembro de 2014

Summary:

Mantega fala em "correções de rota" para atingir meta fiscal

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, reconheceu na quarta-feira, em entrevista à GloboNews, que as contas públicas estão enfrentando uma “situação mais difícil” neste ano e disse o País terá que fazer “correções de rota”.

"Neste ano temos uma situação mais difícil, mas faremos um (superávit) primário, estaremos sempre no positivo, estaremos sempre com alguma poupança, e nós temos que fazer correções de rota", disse o ministro à Globonews
“Neste ano temos uma situação mais difícil, mas faremos um (superávit) primário, estaremos sempre no positivo, estaremos sempre com alguma poupança, e nós temos que fazer correções de rota”, disse o ministro à Globonews

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

O governo brasileiro tem como meta fiscal para este ano um superávit primário de R$ 99 bilhões, o equivalente a 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB). Mas no acumulado do ano até julho, o superávit primário, que é a economia feita para pagamento de juros, soma apenas R$ 24,7 bilhões.

“Neste ano temos uma situação mais difícil, mas faremos um (superávit) primário, estaremos sempre no positivo, estaremos sempre com alguma poupança, e nós temos que fazer correções de rota”, disse o ministro à Globonews, sem dar detalhes sobre eventuais mudanças na política fiscal.

Mantega voltou a culpar a seca no início do ano, o calendário com menos dias úteis e a crise internacional pelo fraco desempenho da economia que entrou em recessão técnica no primeiro semestre. O ministro, contudo, mostrou confiança em relação à recuperação econômica neste segundo semestre.

Reuters

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).