Inicio » Economia » Campanha promete reduzir preço de peixe em até 40%

Campanha promete reduzir preço de peixe em até 40%

Com perspectiva de aumento nas vendas de até 50% e queda nos preços que pode chegar a 40%, está acontecendo  várias cidades do país a 11ª edição da Semana do Peixe. Com término no próximo dia 14, o objetivo da iniciativa é estimular o consumo e a produção de pescado no país.

Campanha promete reduzir preço de peixe em até 40%
Campanha promete reduzir preço de peixe em até 40%

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

No grupo Super Nosso, em BH, de acordo com a gerente de marketing Maida Sales, os pescados terão descontos de 20 % a 40 %, com uma expectativa de incremento de 30% na comercialização na comparação com um período sem o apelo da campanha. “Somente as vendas de salmão cresceram 25% neste ano, fruto da preocupação do consumidor, que está mais preocupado com a saúde. Aliás, a nossa linha de saúde, que engloba produtos funcionais, fortificados e orgânicos, por exemplo, teve alta na comercialização de 35%”, observa.

Das 16 lojas da rede, em quatro há peixarias. O líder de vendas entre os peixes, de acordo com a gerente, é o filé de merluza, com 20% do total comercializado.

Para a campanha, Maida explica que é feito um folheto específico para as ofertas. “A campanha é importante, e já estamos participando há alguns anos”, diz.

Além de supermercados, a campanha do Ministério da Pesca e da Aquicultura (MPA) também contempla as feiras livres, mercados públicos, bares e restaurantes, escolas, colônias e sindicatos de pescadores e centros de nutrição.

Um dos restaurantes que estão participando da Semana do Peixe, que na verdade dura 14 dias, é o Surubim na Brasa. “No ano passado durante a campanha, o consumo cresceu 30%. Neste ano, como a semana está mais conhecida, podemos crescer de 40% a 50%”, diz o gerente da unidade que fica na rua Alagoas, Luiz Gonzaga da Silva.

Ele conta que há ofertas específicas para o período.Uma delas é a moqueca de surubim com molho de camarão, que acompanha arroz e pirão, sai de R$ 135 para R$ 112,90.

Trançado de salmão com surubim, com acompanhamento de purê de batata, palmito, molho de tâmaras ao vinho e arroz, que está na casa dos R$ 130, vai passar para R$ 112 durante a Semana do Peixe.

A superintendente federal da Pesca e Aquicultura em Minas Gerais, Vanessa Gaudereto, conta que o consumo durante a campanha aumenta, em média, 30%, e o preço cai na casa dos 24%.

Consumo

MG. O consumo de peixe é considerado baixo. Em 2013, ficou entre 6 kg e 7 kg/ano por habitante. A média brasileira atual é de 14 kg/ano. A ONS recomenda, pelo menos, o consumo de 12 kg/ano.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).