Inicio » Minas Gerais » Centro Oeste de Minas » MG – Assalto em prostíbulo deixa uma pessoa morta e três feridas

MG – Assalto em prostíbulo deixa uma pessoa morta e três feridas

Quem foi se divertir com as mulheres da boate Córrego do Paiol, às margens da BR–381, em Carmópolis de Minas, na região Centro-Oeste de Minas, na madrugada deste domingo (7) se surpreendeu com a chegada de cinco assaltantes armados que acabou com a festa. Os bandidos chegaram procurando o dono do prostíbulo e atiraram quando as pessoas começaram a fugir desesperados. Pelo menos uma pessoa morreu e outras três foram baleadas.

MG - Tiroteio em prostíbulo deixa uma pessoa morta e três feridas
MG – Tiroteio em prostíbulo deixa uma pessoa morta e três feridas

De acordo com a Polícia Militar (PM) os homens estavam encapuzados, armados com pistolas e escopetas. Eles renderam funcionários e clientes e conseguiram fugir levando R$ 2.000. O dono da casa teria fugido e não foi encontrado.

O lavrador Odair Raimundo Ribeiro, 35, foi atingido por um tiro no rosto e levado para o Hospital de Pronto-socorro (HPS) João XXIII, na capital. Ele não corria risco de morte, talvez precisaria fazer cirurgia, mas ainda precisava fazer um raio x para saber os danos provocados pela bala, que fraturou alguns ossos do rosto, ainda muito inchado. “Foi um susto muito grande, sai de casa correndo para vir com ele pra BH”, disse o pai de Odair, Antônio Ribeiro.

O funcionário da boate José Geraldo de Paula, 46, também foi socorrido no HPS. Ele estava próximo a entrada, que tem muro e portão eletrônico, quando os bandidos chegaram atirando e levou ele foi atingido na mão. “Pensei que tinha sido no meu peito e entre correndo. Liguei para a polícia mas só dava ocupado”, contou. Ainda segundo ele, a casa tinha esvaziado bem 20 minutos antes do assalto. Moradores contaram que cerca de 20 viaturas foram até o local depois de uma hora.

Conforme versão da PM, uma terceira vítima levou um tiro na cabeça e, mesmo ferida, conseguiu ir até o carro com um amigo, dirigiu um trecho da BR–381, mas desmaiou. O amigo tentou pegar a direção, mas os criminosos começaram a atirar contra o veículo. O homem então largou o motorista desmaiado às margens da rodovia e fugiu a pé. A vítima acabou sendo atropelada por um caminhão e morreu na hora. Um quarto homem teria levado um tiro de raspão no tornozelo e foi socorrido para um hospital de Carmópolis.

No HPS, a versão dos familiares era a de que três teriam morrido na boate, sendo um deles um dos bandidos, que teria sido atropelado ao tentar fugir na BR–381. Ainda seriam sete criminosos e três baleados. Mas a PM da cidade não confirmou. Há ainda a suspeita de que os criminosos também tenham cometido um assalto a um restaurante em Itaguara, na região Metropolitana de Belo Horizonte.

A polícia não sabe de qual cidade são os ladrões. Ninguém foi preso.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).