Inicio » Política » Eleições 2014 » Eleições 2014 – Presidente do PT emite nota de repúdio a Aécio Neves

Eleições 2014 – Presidente do PT emite nota de repúdio a Aécio Neves

O PT, através de nota de emitida pelo seu presidente nacional, Rui Falcão, repudiou as declarações do candidato Aécio Neves (PSDB) sobre o escândalo que veio à tona neste sábado (06) envolvendo a Petrobras. “Aécio partiu para a agressão rasteira contra o PT”, disse Falcão.

O PT, através de nota de emitida pelo seu presidente nacional, Rui Falcão, repudiou as declarações do candidato Aécio Neves (PSDB) sobre o escândalo que veio à tona neste sábado (06) envolvendo a Petrobras.
O PT, através de nota de emitida pelo seu presidente nacional, Rui Falcão, repudiou as declarações do candidato Aécio Neves (PSDB) sobre o escândalo que veio à tona neste sábado (06) envolvendo a Petrobras.

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter

O presidente do PT se referia ao vídeo publicado ainda na tarde de sábado pelo tucano e onde ele falava da lista divulgada pela edição da revista Veja daquele dia. A publicação trazia uma lista de nomes delatados pelo ex-presidente da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e que estariam envolvidos num esquema de desvio de verba da Petrobras.

Nomes do PT e de outros partidos foram citados. Três governadores, entre eles o pernambucano Eduardo Campos, morto num trágico acidente aéreo no último dia 13 de agosto.

“O Brasil acordou perplexo hoje com a gravidade das denúncias em relação à Petrobras. Na verdade, estamos frente ao Mensalão 2. Dinheiro público sendo utilizado para sustentar um projeto de poder. Poucas vezes na história desse país assistimos tanta desfaçatez”, disse o candidato tucano no vídeo.

Por meio de sua assessoria, a campanha de Aécio ainda distribui na internet versões digitais da revista com o conteúdo da reportagem. A publicação havia atrasado a entrega e os tucanos se apressaram em divulgar o escândalos.

Rui Falcão considerou a atitude de Aécio um “descontrole” e afirmou que ele agia “Vitimado pelas lutas internas de seu partido e pelo descrédito junto ao povo brasileiro”. O presidente do PT ainda ironizou, dizendo que “soa cômico” que alguém do PSDB venha a público condenar escândalos de corrupção e citou os escândalos envolvendo o metrô de São Paulo, estado governado por Geraldo Alckmin (PSDB), o “Mensalão mineiro” e a construção de um aeroporto em propriedades pertencentes à família de Aécio.

A nota é encerrada apontando a “gravidade das acusações feitas por Aécio”, que segundo Rui Falcão, são baseadas em “denúncias sem provas veiculadas pela imprensa a partir de um processo de delação premiada” e diz que os advogados do partido já estão analisando o vídeo para que “as devidas providências jurídicas sejam tomadas”.

“O candidato Aécio, até pelo sobrenome que carrega, deveria pelo menos manter a dignidade enquanto caminha para a irrelevância” alfinetou o presidento do PT, fazendo mensão à queda de Aécio nas pesquisas de intenções de voto.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).