Inicio » Mais Seções » A pedido do Google, Secret volta a ser liberado no Brasil

A pedido do Google, Secret volta a ser liberado no Brasil

O aplicativo Secret voltará a ser disponibilizado em lojas virtuais da Apple do Google no Brasil. A decisão partiu da Justiça do Espírito Santo, que voltou atrás em sua determinação do dia 19 de agosto, quando ficou estabelecido a remoção da plataforma dessas lojas online.

Justiça libera o aplicativo Secret no Brasil a pedido do Google
Justiça libera o aplicativo Secret no Brasil a pedido do Google

O Google entrou com recurso em segunda instância e venceu. A suspensão foi determinada pelo desembargador Jorge Henrique Valle dos Santos, da terceira câmara cível do TJ-ES.

Na decisão tomada em 19 de agosto, além de proibir a divulgação do aplicativo nas lojas, a Justiça também determinou que as empresas desinstalem remotamente os aplicativos de smartphones ou tablets que estivessem com os programas.  

Na época, o magistrado havia entendido que o aplicativo deixava em evidência a intimidade e privacidade das pessoas, sendo usado por alguns usuários para expor informações e fotos íntimos de terceiros. Veto estava valendo apenas no Brasil. 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).