Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Perdas na produção do setor agropecuário atingiram a marca de 90% no Norte de Minas Gerais

Norte de Minas – Perdas na produção do setor agropecuário atingiram a marca de 90% no Norte de Minas Gerais

As perdas na produção do setor agropecuário atingiram a marca de 90% no Norte de Minas Gerais este ano. Segundo a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), a capacidade de suporte das pastagens foi reduzida em mais de 60%. Os prejuízos acumulados das últimas duas safras, soma-se a safra atual, ultrapassa a casa dos R$ 800 milhões.

Norte de Minas - Perdas na produção do setor agropecuário atingiram a marca de 90% no Norte de Minas Gerais
Norte de Minas – Perdas na produção do setor agropecuário atingiram a marca de 90% no Norte de Minas Gerais

“Vivemos em constante estado de caos. E por isso, temos buscando ações para minimizar os impactos negativos da falta de distribuição regular das chuvas. Por isso, é oportuno a vinda do especialista. Queremos evitar mais problemas para o produtor rural. Buscamos soluções”, afirma o presidente da Sociedade Rural, Osmani Barbosa Neto.

Para auxiliar os produtores, a Sociedade Rural e Sindicato Rural promovem uma palestra gratuita com o economista, especialista em crédito rural e assessor técnico da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Edvaldo Brito. A palestra será na terça-feira (16), as 9h, no Auditório do Parque de Exposições João Alencar Athayde, em Montes Claros.

Edvaldo Brito falará sobre negociação político-institucional com vistas à prorrogação de débitos de financiamentos rurais vincendos em 2015 e 2016. “A seca continua afetando a região, ocasionando sensível diminuição da capacidade de pagamento dos produtores rurais”, afirma Osmani.

O assessor de créditos da Sociedade Rural, Luiz Guilherme Antunes Câmara, ressalta que a vinda do Edvaldo Brito vai esclarecer sobre leis e resoluções que possibilitam a renegociação de dívidas.

“Mesmo com as leis editadas recentemente, que aparentam a solução de endividamento os pequenos e médios produtores rurais ainda não são contemplados. Os produtores rurais agora aguardam novas diretrizes para atendê-los. Na verdade, ainda há uma exclusão. O que se espera é que haja uma nova rodada de soluções sobre o tema, contemplados num projeto mais amplo”, diz.

Para Câmara, a falta de informação é um grande gargalo do setor. “Muitos produtores não sabem das leis, do que pode e o que não pode. Isso dificulta a vida de todo mundo. Por exemplo, há benefícios exclusivos para agronegócio, uma vez que o empréstimo rural tem a finalidade legal de fomentar a agricultura e não de obter lucro. Mas, muitas vezes há uma inversão na finalidade dos financiamentos rurais, pois os bancos, inclusive os oficiais, estão operando com os contratos rurais objetivando lucrar e não incentivar o setor agropecuário”, completa.

Serviço
Palestra: Endividamento rural
Palestrante: Edvaldo Brito
Data: terça-feira (16)
Horário: 9h
Local: Auditório Osmani Barbosa – Parque de Exposições João Alencar Athayde
Entrada: gratuita
Informações: (38) 3215-1212

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).