Inicio » Internacional » África » África – Homem mordido por criança com ebola chega à Suíça

África – Homem mordido por criança com ebola chega à Suíça

O enfermeiro que levou uma mordida de um paciente com ebola enquanto trabalhava no Oeste da África foi levado à Suíça por precaução, afirmaram autoridades do país. O ministério da Saúde confirmou que o homem trabalhava para uma organização internacional em Serra Leoa quando foi mordido, no sábado (20), por uma criança infectada pelo vírus.

Serra Leoa é um dos países que decretou estado de emergência por causa da doença
Serra Leoa é um dos países que decretou estado de emergência por causa da doença

Segundo o ministério, o enfermeiro vestia equipamentos de proteção na hora do incidente e é improvável que ele tenha contraído a doença. O homem foi retirado para a Suíça por uma empresa privada de transporte aéreo nesta segunda-feira (22), e será mantido sob observação no Hospital da Universidade de Genebra durante o período de incubação do ebola, de três semanas. O ministério informou que este foi o primeiro paciente levado da região afetada pela doença até a Suíça.

Agência Estado
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).