Inicio » Nacional » Brasil – Número de acidentes de trânsito por embriaguez cresce no Brasil, diz pesquisa

Brasil – Número de acidentes de trânsito por embriaguez cresce no Brasil, diz pesquisa

O número de acidentes com pessoas embriagadas está aumentando a cada ano, apesar da Lei Seca e das blitz de trânsito.

Um estudo feito em 2013 pelo Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes mostrou que 20% das pessoas atendidas em prontos socorros brasileiros ingeriram algum tipo de bebida alcoólica.

Desse total, 22,3% dos condutores, 21,4% dos pedestres e 17,7% dos passageiros apresentavam sinais de embriaguez. Nas estradas, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os números de vítimas que estavam alcoolizadas também cresceram.

Brasil - Número de acidentes de trânsito por embriaguez cresce no Brasil, diz pesquisa
Brasil – Número de acidentes de trânsito por embriaguez cresce no Brasil, diz pesquisa

De acordo com um especialista em direitos do trânsito, o problema está no comportamento da sociedade, porque o cidadão ainda não compreendeu que a segurança é uma obrigação de todos. Um retrato disso, é que um aplicativo de celular virou moda entre os motoristas para fugir da blitz. O ‘Waze’ mostra as zonas de fiscalização e, através dele, os motoristas conseguem traçar rotas alternativas para escapar dos bloqueios da polícia. Um risco que coloca em cheque a segurança no trânsito.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).