Inicio » Nacional » Brasil – Alckmin diz que seca no Sudeste é a maior em 84 anos

Brasil – Alckmin diz que seca no Sudeste é a maior em 84 anos

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, comentou neste sábado (27) que o problema de abastecimento de água em São Paulo é de grande responsabilidade da seca que atinge a região Sudeste do País, a maior em 84 anos. Por outro lado, ele manifestou que sua administração está adotando medidas para combater o problema. 

"Nossa meta é universalizar o saneamento no interior de São Paulo", ressaltou
“Nossa meta é universalizar o saneamento no interior de São Paulo”, ressaltou

“São Paulo foi o único governo que deu bônus para quem economizasse água. E 78% da população reduziu o consumo”, apontou Alckmin. “Nossa meta é universalizar o saneamento no interior de São Paulo”, disse, ressaltando que a Sabesp fez R$ 9 5 bilhões de investimentos nos últimos quatro anos.

Geraldo Alckmin destacou que, até o fim do seu próximo mandato, tem como meta melhorias na área de rodovias, especialmente com a adoção do pedágio “ponto a ponto”, no qual o usuário pagará pelo trecho percorrido em seu veículo. 

O governador, ao lado do candidato à presidência Aécio Neves, também defendeu a realização da reforma política no Brasil, que tem 32 partidos.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).