Inicio » Mais Seções » DHL começa a fazer entregas com drones na Alemanha

DHL começa a fazer entregas com drones na Alemanha

A DHL vai começar a fazer suas entregas urgentes na Alemanha usando drones. A partir desta a companhia de logística alemã começará a fazer de medicamentos e outros pacotes urgentes por meio de objeto voador não tripulado, o DHL Parcelcoptero.

A DHL conseguiu na Alemanha em menos de um ano realizar o tipo de entregas que a Amazon tenta fazer nos Estados Unidos
A DHL conseguiu na Alemanha em menos de um ano realizar o tipo de entregas que a Amazon tenta fazer nos Estados Unidos

O projeto foi desenvolvido em parceria com o Instituto de sistema de voo e dinâmicas da Universidade de Aachen e a empresa Microsdrones, com aprovação prévia do governo alemão. Testado desde dezembro de 2013, o Parcelcoptero passou por diversas alterações até chegar ao formato atual.

“Nosso DHL Parcelcóptero 2.0 já é um dos mais seguros e confiáveis sistemas de voo nesta classe que são encontrados para cumprir esta missão”, disse Jürgen Gerdes, presidente-executivo da DHL, em um comunicado.

A empresa ainda afirma que o Parcelcoptero foi testado em voo de 12 quilômetros e que, ao voar em uma altura de 50 metros consegue viajar 18 mil metros com um vento favorável.

A DHL conseguiu na Alemanha em menos de um ano realizar o tipo de entregas que a Amazon tenta fazer nos Estados Unidos, no mesmo período.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).