Inicio » Nacional » Brasil – Bancários decidem entrar em greve por tempo indeterminado

Brasil – Bancários decidem entrar em greve por tempo indeterminado

Brasil - Bancários decidem entrar em greve por tempo indeterminado
Brasil – Bancários decidem entrar em greve por tempo indeterminado

Os funcionários do bancos públicos e privados iniciaram nesta terça-feira uma greve por tempo indeterminado em reivindicação de melhores salários e condições de trabalho, informaram fontes sindicais.

“A greve foi aprovada em assembleias por sindicatos regionais em todos os estados e começou com uma grande adesão, mas ainda não sabemos quantas filiais amanheceram fechadas”, disse à Agência Efe um porta-voz da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf).

Pelo menos nas principais cidades do país a maioria das agências estava com suas portas fechadas e decoradas com adesivos dos sindicatos explicando as razões da paralisação.

Os sindicatos tinham ameaçado fazer uma paralisação há algumas semanas mas optaram por iniciá-la apenas nesta terça-feira, a somente cinco dias das eleições presidenciais, legislativas e regionais, como forma de elevar seu poder de pressão.

Os grevistas reivindicam um reajuste salarial de 12,5%, muito acima dos 7,35% proposto pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), assim como um salário mínimo para o setor de R$ 2,9 mil, quase quatro vezes o mínimo nacional.

Os grevistas também pedem garantias de estabilidade de emprego, eliminação de supostas metas abusivas impostas por alguns bancos, combate ao assédio moral e investimentos em segurança para reduzir o número de assaltos.

A Contraf, que representa 90% dos cerca de 511 mil funcionários do setor bancário, assegurou que manterá a greve até que a Febraban aceite suas reivindicações e afirmou que por enquanto não há nenhuma negociação convocada. 

Os empregados dos bancos realizaram no ano passado nesta mesma época uma greve que se estendeu por 23 dias e com a qual conseguiram um reajuste salarial de 8%, inferior ao que foi reivindicado, mas superior ao proposto pela patronal.

O sindicato alega que os seis maiores bancos do país obtiveram no ano passado um lucro líquido recorde de R$ 56,7 bilhões em parte alimentado com demissões e a contratação de novos empregados com salários menores.

Agência EFE

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).