Inicio » Esporte » Vôlei – Pelo Mundial, Brasil espanta tie-break e vence Rússia por 3 a 1

Vôlei – Pelo Mundial, Brasil espanta tie-break e vence Rússia por 3 a 1

Com altos e baixos dos dois lados, Brasil e Rússia reeditaram as duas últimas finais de Campeonato Mundial, neste sábado, em Verona. O jogo, válido pela segunda fase da competição, começou com o Brasil já classificado e com a Rússia precisando da vitória para seguir com chances de estar na próxima fase.

Equipe de José Roberto Guimarães perdia o quarto set por 21 a 14, quando reagiu e virou o jogo para somar mais três pontos
Equipe de José Roberto Guimarães perdia o quarto set por 21 a 14, quando reagiu e virou o jogo para somar mais três pontos

Mesmo garantido na terceira fase, o Brasil fez questão de encarar o jogo como se estivesse em um momento decisivo. Na verdade, a importância do jogo não poderia ser ignorada por dois fatores. Primeiro, por estar na reta final do campeonato, sendo essencial manter o volume de jogo em dia. O outro motivo foi a chance de continuar brigando pela liderança do grupo. Um triunfo deixaria o Brasil vivo na busca pela primeira posição.

Quando tudo parecia caminhar para o tie-break, o Brasil tirou forças não se sabe de onde para virar o jogo, vencer por 3 a 1  (25/17, 25/27, 25/19 e 27/25) e garantir mais três pontos, jogando o tie-break para longe. Agora, o Brasil, invicto com oito vitórias, parte pra cima das norte-americanas para decidir quem se classifica na primeira posição da chave.

“Mostramos raça e união, temos um elenco de 14 jogadoras, todas prontas para ajudar. Aqui não tem bola perdida. Essa vitória mostrou para que viemos. Estamos trabalhando muito e queremos esse título”, destaca a ponta Gabi.

Para ela, o jogo contra os EUA, apesar de já ter os dois times classificados, será de grande importância. “Será um teste interessante para vermos em que nível estamos, até porque elas jogam com bolas rápidas, ao contrário da Rússia, que abusa das bolas altas. Será importante para terminarmos em primeiro e termos alguma vantagem na próxima fase”, lembra.

Desconcentração impediu vitória mais tranquila

Após um belo começo, a seleção brasileira passou a impressão de que poderia vencer sem uma dificuldade esperada por muitos. Mas, para isso, seria necessário manter o rendimento da primeira etapa, com destaque para o bloqueio e o saque, que conseguiram incomodar as europeias do começo ao fim. A central e capitã Fabiana teve papel relevante, representando um time concentrado e de poucos erros.

Um 10 a 5 não demorou para ser aberto, com os cinco pontos se transformando em sete com 20 a 13. Nem mesmo a entrada da ponta Gamova, que começou no banco, resolveu as coisas para a Rússia, que mostrou-se irregular.

No segundo set, erros de passe da Rússia fizeram o Brasil sair na frente, novamente. O 10 a 2 mostrou um Brasil soberano, que resolveu cochilar de uma hora pra outra. A Rússia não perdeu a chance e, em passagem de Gamova pelo saque, diminuiu para 12 a 11. O bloqueio adversário e a queda de rendimento do passe brasileiro fizeram a segunda etapa mostrar um equilíbrio que não apareceu no primeiro set.

A entrada de Tandara fez bem ao time de José Roberto Guimarães. A oposta atendia bem aos chamados de Dani Lins e ajudou o Brasil a se manter na frente, por pouca margem. A Rússia diminuiu os erros para mostrar que estava viva no jogo. O Brasil permitiu a virada após estar na frente por 23 a 20.

Pela primeira vez no jogo, o time sul-americano se viu em situação desfavorável. Aproveitando o bom momento, a Rússia não desperdiçou a chance de empatar o jogo.

No terceiro set, a troca de pontos esteve presente até o primeiro tempo técnico. A Rússia defendia bem e mostrava volume de jogo. O placar ‘desgrudou’ assim que o bloqueio verde-amarelo começou a pontuar seguidamente. Bem postado e agressivo, o ‘paredão’, comandado por Thaísa e Fabiana parava as jogadas russas, de onde elas viessem. Um 16 a 10 foi aberto pra colocar o Brasil perto de um 2 a 1. Sem sustos, o time de Guimarãres reassumiu a frente e ficou a um set da vitória.

No quarto set, o comando das ações se inverteu novamente. Desta vez, foi a Rússia que levava a melhor, principalmente no bloqueio, que se mostrava imponente.

A oposta Tandara ganhou, pela primeira vez no torneio, chance de começar uma etapa como titular, fruto do bom desempenho em outros momentos da partida.

A recepção brasileira sofreu e dificultou as viradas de bola, que não vinham em sequência. A Rússia logo abriu boa vantagem, como nos 15 a 9 e 18 a 11, deixando o tie-break muito próximo. Foi a partir dos 21 a 14 a favor da Rússia que o jogo mudou. Gabi entrou para sacar e fez a diferença, incomodando a recepção adversária.

Pontos de contra-ataque e, principalmente de bloqueio, foram conquistados na sequência até o Brasil virar. Na raça, e motivada pelo crescimento, o time de Guimarães conquistou uma vitória suada, que deixa a Rússia com a obrigação de vencer a Sérvia para se classificar.

 

Super FC

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).