Inicio » Política » Eleições 2014 » Eleições 2014 – No Senado, PMDB, PT e PSDB perdem, enquanto PSB, DEM, PSD e PDT crescem

Eleições 2014 – No Senado, PMDB, PT e PSDB perdem, enquanto PSB, DEM, PSD e PDT crescem

O resultado das urnas neste domingo (5) não alterou significativamente a composição das maiores bancadas do Senado Federal. No entanto, os três maiores partidos perderam cadeiras, enquanto partidos menores cresceram. O PMDB permanecerá com a maior bancada da Casa, embora tenha passado de 19 senadores para 18 em 2015. O mandato de seis senadores do partido se encerrará em 31 de janeiro, mas no dia seguinte, cinco novos senadores do PMDB serão empossados. Mesmo assim, o partido deverá presidir o Senado novamente por ter o maior número de senadores.

Eleições 2014 - No Senado, PMDB, PT e PSDB perdem, enquanto PSB, DEM, PSD e PDT crescem
Eleições 2014 – No Senado, PMDB, PT e PSDB perdem, enquanto PSB, DEM, PSD e PDT crescem

O PT também continuará na mesma posição, com a segunda maior bancada da Casa, mesmo ficando com um senador a menos. O partido tem atualmente 13 senadores, perderá três e elegeu hoje dois. Assim, os petistas terão 12 integrantes na bancada. Da mesma forma, o PCdoB, que tem dois senadores, ficará com apenas um no próximo ano, quando acabará o mandato de Inácio Arruda (CE).

Outro partido que encolheu é o PSDB, que tinha 12 senadores, perderá seis, e elegeu quatro hoje. Com isso, a legenda terá dez membros eleitos no Senado. No entanto, desses senadores, dois estão na disputa à Presidência da República – Aécio Neves e Aloysio Nunes Ferreira (vice) – e está no segundo turno na disputa pelo governo da Paraíba – Cássio Cunha Lima.

O PTB, que atualmente tem a quarta maior bancada da Casa, com seis senadores, ficará com a metade em 2015. O partido elegeu dois senadores, mas cinco terminarão o mandato em 31 de janeiro. Assim, três senadores serão do PTB a partir do próximo ano.

Por outro lado, alguns partidos cresceram bastante. O que mais aumentará a partir da próxima legislatura será o PSB. A legenda passará dos atuais quatro senadores para sete no ano que vem. Os socialistas não perderão nenhuma cadeira e elegeram mais três hoje.

O PDT também cresceu e assumirá a posição de quarta maior bacada que era do PTB. O partido tem atualmente seis senadores, sendo que dois concluem o mandato em 2015. Hoje mais quatro candidatos foram eleitos pela legenda. Assim, o PDT passará a ter oito senadores.

Da mesma forma, o DEM, que na eleição passada tinha encolhido, voltou a crescer. O partido tem atualmente quatro senadores e perderá dois no próximo ano. No entanto, os Democratas elegeram três e ficarão com cinco membros na bancada. O PSD também está entre os que mais crescerão, passando de apenas um senador para três em 2015.

PR e PP, embora percam um senador cada no próximo ano, também elegeram um senador cada. Assim, os dois ficarão com quatro e cinco senadores respectivamente – as mesmas bancadas atuais. PRB, PROS, PSOL, PV e Solidariedade permanecem com um senador cada, sem ganhar, nem perder em 2015.

Da Agência Brasil

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).