Inicio » Minas Gerais » MG – Falta de chuvas deixa Uberaba e Uberlândia sem água

MG – Falta de chuvas deixa Uberaba e Uberlândia sem água

Sem chuvas, as duas principais cidades do Triângulo Mineiro, Uberaba e Uberlândia, estão sofrendo falta de água. Os rios que abastecem os municípios estão em situação crítica e a previsão é de mais seca para os próximos dias.

MG - Falta de chuvas deixa Uberaba e Uberlândia sem água
MG – Falta de chuvas deixa Uberaba e Uberlândia sem água

Em Uberaba, o volume de água disponível está abaixo da metade da vazão normal. O município tem autorização para captar 900 litros por segundo, mas nesta semana atingiu o limite de 450 litros por segundo. A quantidade não é suficiente para abastecer a cidade toda.

Por causa da crise, o piscicultor José Noel Prata decidiu doar parte da água dos seus tanques para abastecer o rio que atende o município. “O mercado está fraco e estou com poucos peixes. Por isso, posso remanejar a produção para dois tanques e liberar a água do restante”, afirmou.

Ao todo, 15 milhões de litros de água estão sendo liberados para um córrego que deságua na estação de captação. O volume pode atender 30 mil casas equipadas com caixas de água de 500 litros.
“Não é muito, mas já é um refresco”, disse.

O departamento municipal de água informou que a prioridade na distribuição será para os bairros altos da cidade, que estão sendo mais atingidos pela falta de água. Quem também agiu de forma solidária foi o empresário Romeu Costa Teles.

Ele tem um frigorifico que funciona em um bairro da periferia e a propriedade dispõe de poços artesianos, que estão sendo compartilhados com os moradores da região. Quatro torneiras foram instaladas na porta do frigorífico para quem precisar levar água para casa, sem custo.

Paralelamente às medidas paliativas, a Prefeitura de Uberaba decretou estado de emergência no mês passado e começou a fiscalizar para combater o consumo exagerado. Os moradores flagrados desperdiçando água são advertidos, e em caso de reincidência, multados em R$ 185.

Por enquanto, 31 consumidores receberam advertências, mas nenhuma multa foi aplicada.
O presidente do departamento de água, Luiz Guaritá Neto, disse que se os problemas de captação persistirem será realizado racionamento a partir da próxima semana, com os imóveis sendo abastecidos de dois em dois dias.

Já em Uberlândia, as duas fontes de abastecimento estão com nível baixo. O departamento de água do município informou que a situação mais crítica é a do sistema Sucupira, com queda de 20% na produção. Com isso, a distribuição de água está limitada para recuperação dos reservatórios.

Neste sábado (11), o bombeamento de água foi reduzido no período da manhã para todos os bairros. As bombas só voltarão a trabalhar na capacidade normal a partir das 11h. Mesmo assim, a direção do setor ainda não cogita decretar racionamento em Uberlândia. Também é descartada a aplicação de multas para coibir o desperdício.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).