Inicio » Internacional » África » África – Senegal é declarado oficialmente país livre de ebola pela OMS

África – Senegal é declarado oficialmente país livre de ebola pela OMS


Reviewed by:
Rating:
5
On 17 de outubro de 2014
Last modified:16 de dezembro de 2014

Summary:

África - Senegal é declarado oficialmente país livre de ebola pela OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou nesta sexta-feira em comunicado que o Senegal é um país livre de ebola e felicitou a nação pela capacidade com que soube controlar a expansão da doença.

África - Senegal é declarado oficialmente país livre de ebola pela OMS
África – Senegal é declarado oficialmente país livre de ebola pela OMS

Para descartar que uma pessoa desenvolva a doença devem se passar 42 dias – o dobro do período de incubação do vírus do ebola – sem mostrar sintomas.

Por isso que para declarar um país livre do vírus devem ter passado 42 dias desde que todas as pessoas que tinham tido contato com o portador inicial ou com algumas das pessoas que infectou não desenvolveram a doença.

Senegal importou um caso no dia 29 de agosto quando um homem que tinha tido contato direto com um paciente de ebola viajou da Guiné para o Senegal por estrada.

No dia 5 de setembro o teste do paciente deu negativo para o vírus, por isso que as autoridades declararam que ele tinha se recuperado e o deixaram voltar para a Guiné no dia 18.

“A resposta do Senegal é um bom exemplo do que se deve fazer quando se enfrenta um caso importado de ebola. O governo, sob a liderança do presidente, Macky Sall, e da ministra da Saúde, Awa Coll-Seck, reagiram rapidamente para deter a expansão da doença”, acrescenta a OMS.

A resposta do governo incluiu a identificação e monitoração de 74 contatos do paciente, fazer testes rápidos em tais contatos, aumentar a vigilância nas fronteiras do país, e realizar campanhas de conscientização nacionais.

A OMS especifica que apesar de o surto de ebola no Senegal ter sido oficialmente superado, o país continua sendo “vulnerável” à “importação” de casos, por isso que deve “permanecer vigilante” e continuar aplicando as medidas de prevenção.

Segundo a última apuração da OMS, a epidemia de ebola que assola Guiné, Libéria e Serra Leoa infectou cerca de 9.000 pessoas, das quais perto de 4.000 morreram.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).