Inicio » Internacional » África » África – Senegal é declarado oficialmente país livre de ebola pela OMS

África – Senegal é declarado oficialmente país livre de ebola pela OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou nesta sexta-feira em comunicado que o Senegal é um país livre de ebola e felicitou a nação pela capacidade com que soube controlar a expansão da doença.

África - Senegal é declarado oficialmente país livre de ebola pela OMS
África – Senegal é declarado oficialmente país livre de ebola pela OMS

Para descartar que uma pessoa desenvolva a doença devem se passar 42 dias – o dobro do período de incubação do vírus do ebola – sem mostrar sintomas.

Por isso que para declarar um país livre do vírus devem ter passado 42 dias desde que todas as pessoas que tinham tido contato com o portador inicial ou com algumas das pessoas que infectou não desenvolveram a doença.

Senegal importou um caso no dia 29 de agosto quando um homem que tinha tido contato direto com um paciente de ebola viajou da Guiné para o Senegal por estrada.

No dia 5 de setembro o teste do paciente deu negativo para o vírus, por isso que as autoridades declararam que ele tinha se recuperado e o deixaram voltar para a Guiné no dia 18.

“A resposta do Senegal é um bom exemplo do que se deve fazer quando se enfrenta um caso importado de ebola. O governo, sob a liderança do presidente, Macky Sall, e da ministra da Saúde, Awa Coll-Seck, reagiram rapidamente para deter a expansão da doença”, acrescenta a OMS.

A resposta do governo incluiu a identificação e monitoração de 74 contatos do paciente, fazer testes rápidos em tais contatos, aumentar a vigilância nas fronteiras do país, e realizar campanhas de conscientização nacionais.

A OMS especifica que apesar de o surto de ebola no Senegal ter sido oficialmente superado, o país continua sendo “vulnerável” à “importação” de casos, por isso que deve “permanecer vigilante” e continuar aplicando as medidas de prevenção.

Segundo a última apuração da OMS, a epidemia de ebola que assola Guiné, Libéria e Serra Leoa infectou cerca de 9.000 pessoas, das quais perto de 4.000 morreram.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).