Inicio » Esporte » Brasileirão 2016 » Brasileirão 2014 – Cruzeiro supera Prass no fim e arranca empate do Palmeiras

Brasileirão 2014 – Cruzeiro supera Prass no fim e arranca empate do Palmeiras

Diante do líder do Campeonato Brasileiro –  Brasileirão 2014 – , o Palmeiras reconheceu sua limitação e jogou extremamente recuado nesta quarta-feira, mas mesmo assim quase venceu. O Cruzeiro parou no goleiro Fernando Prass, levou um gol no final e só conseguiu arrancar o empate por 1 a 1 nos acréscimos.

Brasileirão 2014 - Cruzeiro supera Prass no fim e arranca empate do Palmeiras
Brasileirão 2014 – Cruzeiro supera Prass no fim e arranca empate do Palmeiras

Como era de se esperar, demorou pouco tempo para o Cruzeiro criar chances de gol. O time era perigoso em bolas paradas e ainda assustou em um chute de Everton Ribeiro, bem defendido por Fernando Prass.

O Palmeiras jogou excessivamente recuado. Sem estratégia alguma, dava muitos espaços para os meio-campistas e levava sufoco. Além disso, sem Valdivia, o time não teve articulação para emendar contra-ataques. O único lance de perigo surgiu com um chute de longe de Juninho, defendido por Fábio.

Com esse cenário, só a trave e o goleiro Fernando Prass poderia salvar o time paulista. Foi o que aconteceu de forma incrível aos 19min: um cruzamento parou no poste e depois dois chutes cruzeirenses foram defendidos pelo goleiro. Ainda houve um gol de Egídio aos 35min, mas o juiz marcou toque de mão do lateral.

O Palmeiras não mudou nada para o segundo tempo, nem na formação e nem na postura. Por isso o jogo continuou o mesmo: Fernando Prass contra o ataque do Cruzeiro. Um chute de Willian deixou o goleiro paralisado, mas foi para fora por pouco. Aos 7min, o goleiro defendeu bem um chute de Everton. Egídio também levou perigo em cobrança de falta.

Os zagueiros do Cruzeiro chegaram a abandonar a defesa, deixando apenas o volante Henrique atrás do meio-campo. Mas isso tinha algum risco: aos 22min, Henrique escorou para Bernardo acertar um chute perigoso, defendido por Fábio. A torcida do Cruzeiro até perdeu a paciência com time, que continuou a perder gols. Aos 32min, foi a vez de Marcelo Moreno limpar uma jogada na área, mas chutar em cima de Prass. Dagoberto também assustou em cabeceio.

A grande surpresa começou a se desenhar aos 39min, no primeiro contra-ataque do Palmeiras. Felipe Menezes e Mouche, que entraram no segundo tempo, tabelaram e quase saiu o gol. A finalização do argentino parou na trave e nos pés de Egídio. Mas a redenção aconteceu aos 43min, quando Henrique tocou rasteiro para Mouche entrar sozinho na área e chutar de primeiro para o gol.

O empate do Cruzeiro aconteceu aos 47min, depois que Prass deu rebote na área, e Dagoberto aproveitou para finalizar.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).