Inicio » Esporte » Brasileirão 2016 » Brasileirão 2014 – Cruzeiro cede empate ao Figueira nos acréscimos, mas segue líder

Brasileirão 2014 – Cruzeiro cede empate ao Figueira nos acréscimos, mas segue líder

O Cruzeiro não conseguiu fazer uma exibição brilhante contra o Figueirense, e mesmo saindo na frente no placar não conseguiu segurar a vantagem e ficou no empate em 1 a 1, em jogo realizado neste sábado, no estádio Orlando Scarpelli. Mesmo deixando de somar mais dois pontos, a vantagem da Raposa na ponta do Brasileiro ainda é grande, com favoritismo mineiro para chegar ao título.

Marquinhos abriu o placar ainda na primeira etapa
Marquinhos abriu o placar ainda na primeira etapa

O primeiro gol do jogo foi anotado em lance iniciado por Ceará, que cobrou lateral direto na área do Figueirense, a zaga cochilou, e o atacante Marquinhos antecipou a todo mundo para mandar para as redes. Nos acréscimos do segundo tempo, os catarinenses empataram com Pablo, em chute de fora da área. O Cruzeiro segue líder com 61 pontos contra 36 do Figueirense, que ainda corre risco de rebaixamento.

Na sequência do Brasileirão, o líder Cruzeiro terá pela frente o Botafogo, jogo marcado para o dia 2 de novembro, no Mineirão, mas antes a Raposa recebe o Santos, pela semifinal da Copa do Brasil. Já o Figueirense terá compromisso no mesmo dia, mas visitando o Sport, jogo confirmado para a Ilha do Retiro.

O jogo – O jogo no Orlando Scarpelli começou bastante movimentado, com as duas equipes buscando o ataque. Em casa, o Figueirense procurou ser agressivo contra o líder, mas a Raposa naturalmente possui vocação para atacar, por isso, o confronto agradou pela vontade dos atletas em campo. Se em alguns momentos faltou qualidade técnica, disposição sobrou em Florianópolis.

Após um esboço de pressão dos catarinenses, o Cruzeiro acertou melhor a marcação no meio-campo e passou a ter mais posse de bola, que não rendeu o controle da partida, mas manteve o duelo equilibrado porque o Figueira apostou nos contra-ataques com muita rapidez. Nos lances de bola parada os zagueiros da equipe da casa se aventuraram como atacantes, dando trabalho aos defensores mineiros.

O técnico Marcelo Oliveira optou por poupar o lateral Mayke e o volante Lucas Silva, com isso, o Cruzeiro perdeu na qualidade de passe e na saída de bola, obrigando Everton Ribeiro e Ricardo Goulart retornarem no campo de defesa para armar a equipe. Com isso, Marquinhos e Marcelo Moreno ficaram carentes de boas assistências.A boa marcação do Figueirense também dificultou as ações cruzeirenses, porém, sobrecarregou Giovanni Augusto que teve a responsabilidade de organizar a equipe da casa. O técnico Argel Fucks tentou inverter as posições dos atacantes Mazola e Marcão, mas a estratégia não surtiu o efeito esperado.

No momento em que o jogo começava a perder em intensidade, o Cruzeiro tratou de aproveitar bobeada defensiva dos catarinenses para abrir os trabalhos no Orlando Scarpelli. Aos 35, Ceará cobrou lateral direto na área do Figueirense, a zaga cochilou, e o atacante Marquinhos antecipou a todo mundo e desviou para as redes, em gol muito comemorado pelos mineiros.

Na volta para o segundo tempo, o Figueirense procurou exercer pressão e cima dos visitantes, criando algumas chances para empatar o jogo, mas o time de Argel Fucks deu muitos espaços para os contragolpes da Raposa. Os mineiros, porém, executaram os ataques com pouca eficiência permitindo a recuperação da zaga alvinegra.

Com uma postura bem diferente do Cruzeiro de jornadas anteriores, a equipe de Belo Horizonte mostrou um jogo lento na etapa final, deixando os catarinenses animados para buscar o empate. Visivelmente, os atletas celestes sentiram o desgaste pelo excesso de jogos, o que pode explicar a baixa produtividade do time.

Na tentativa de buscar o gol da igualdade, o treinador do Figueira fez o possível, colocando o time mais ofensivo, mas esbarrou na falta de qualidade e inspiração dos seus comandados. A insistência dos catarinenses, porém, foi premiada aos 46 minutos, em chute de fora da área de Pablo, que acertou o ângulo de Fábio, garantindo um pontinho no apagar das luzes.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1 X 1 CRUZEIRO

Local : Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 25 de outubro de 2014, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves/ES (ESP-2)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence/GO (ESP-2) e Leonardo Mendonça/ES (CBF-1)
Cartões amarelos : (Figueirense) Thiago Heleno (Cruzeiro) Lucas Silva
GOLS:
FIGUEIRENSE: Pablo, aos 46 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Marquinhos, aos 35 minutos do primeiro tempo
FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; Jefferson, Marquinhos, Thiago Heleno e Roberto Cereceda; Paulo Roberto, França (Léo Lisboa), Marco Antônio e Giovanni Augusto (Clayton); Mazola e Marcão (Pablo)
Técnico: Argel Fucks
CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Dedé, Léo e Egídio; Henrique (Willian Farias), Nilton, Everton Ribeiro (Willian) e Ricardo Goulart (Lucas Silva); Marquinhos e Marcelo Moreno
Técnico: Marcelo Oliveira

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).