Inicio » Minas Gerais » Alto Paranaíba » MG- PM morre durante operação contra pesca na Piracema

MG- PM morre durante operação contra pesca na Piracema


Reviewed by:
Rating:
5
On 3 de novembro de 2014
Last modified:15 de dezembro de 2014

Summary:

MG- PM morre durante operação contra pesca na Piracema

Um policial militar morreu neste sábado durante uma operação contra a pesca ilegal no Rio Indaiá, no município de São Gotardo, no Alto Paranaíba. Segundo a PM, Roberto Carlos de Morais, 38 anos, 3º sargento da Polícia Ambiental, tentou atravessar o rio a nado para surpreender pescadores que estavam em uma das margens, mas se sentiu mal durante o trajeto e foi carregado pela correnteza.

MG- PM morre durante operação contra pesca na Piracema
MG- PM morre durante operação contra pesca na Piracema

O incidente ocorreu por volta das 15h30 e o corpo do militar foi encontrado por mergulhadores do Corpo de Bombeiros à meia-noite.

Ele participava de uma ação contra a pesca no período de piracema, período de reprodução dos peixes em que a prática é proibida. O velório de Morais foi realizado neste domingo na cidade de Tiros, também no Alto Paranaíba.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).