Inicio » Esporte » Copa do Brasil » Copa do Brasil 2014 – Cruzeiro segura Santos e pega Atlético-MG na final da Copa do Brasil

Copa do Brasil 2014 – Cruzeiro segura Santos e pega Atlético-MG na final da Copa do Brasil

A noite foi emocionante e chuvosa na Vila Belmiro. No jogo de volta da semifinal entre Santos e Cruzeiro na Copa do Brasil, as equipes paulista e mineira fizeram uma dura disputa para avançar até a grande decsião e quem prevaleceu foi a equipe treinada por Marcelo Oliveira. O empate por 3 a 3 – 4 a 3 no agregado -, a equipe celeste avançou pelo saldo de gols nas duas partidas. Robinho, Gabriel e Rildo fizeram os gols dos anfitriões, enquanto Marcelo Moreno, Willian (duas vezes) descontaram para os visitantes.

Copa do Brasil 2014 - Cruzeiro segura Santos e pega Atlético-MG na final da Copa do Brasil
Copa do Brasil 2014 – Cruzeiro segura Santos e pega Atlético-MG na final da Copa do Brasil

Na grande decisão, o Cruzeiro enfrentará o rival Atlético-MG, que eliminou o Flamengo do outro lado da chave no placar agregado por 4 a 3.

Em um lindo contra-ataque, Rildo tabelou de letra com Arouca, partiu pela ponta até a entrada da área e cruzou rasteiro. Gabriel ajeitou para trás, e Robinho chegou batendo de primeira para abrir o placar aos 2min.

O Cruzeiro precisou de apenas 7min para igualar o marcador. Ceará recebeu dentro da área, fintou Mena e finalizou para defesa de Aranha, que rebateu para o meio da área nos pés do artilheiro Marcelo Moreno, que não desperdiçou.

O Santos sentiu o golpe e demorou para retomar as rédeas do jogo. O time mandante só conseguiu criar boas chances de gol de novo aos 34min, quando Bruno Rodrigo afastou mal, Robinho ficou com a sobra e abriu para Rildo, que chegou cara a cara com Fábio, mas mandou direto para a linha de fundo.

A pressão santista deu resultado aos 45min, quando Gabriel cruzou pela direita, Fábio não conseguiu segurar e Rildo se posicionou para pegar o rebote. Léo tentou impedir que o santista chegasse até a bola, uma manobra considerada faltosa pelo árbitro Dewson Fernando de Freitas da Silva. Gabriel pegou a bola e, na cobrança, deslocou Fábio, recolocando o clube alvinegro na frente no marcador.

Precisando de pelo menos mais um gol para avançar, o Santos encontrou dificuldades para manter a pressão na etapa complementar. Encontrando um adversário fechado, o time mandante não encontrava espaços para levar perigo à meta defendida por Fábio. A oportunidade veio aos 13min e não foi desperdiçada. Em um contragolpe puxado por Lucas Lima, Gabriel recebeu pela direita e deu um cruzamento rasteiro na medida para Rildo, que entrou por trás da defesa cruzeirense e tocou de primeira para o fundo das redes.

O 3 a 1 dava a classificação para o Santos, mas o Cruzeiro não desistiu. Em um lance que era aparentemente inofensivo, time celeste diminuiu a desvantagem e se recolocou em condições de classificação. Fábio deu um chutão para frente, Bruno Uvini tentou ir para o corte e a sobra ficou na medida para Willian só ter o trabalho de tirar de Aranha. No último minuto, o quinto de acréscimos, o atacante voltou a marcar e selou a classificação cruzeirense.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).