Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Índice de infestação da Dengue cai mais de 50% em Montes Claros

Montes Claros – Índice de infestação da Dengue cai mais de 50% em Montes Claros

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Prefeitura de Montes Claros realizou, entre os dias 27 e 30 de outubro, mais uma edição do LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti). A pesquisa, realizada em 9.026 imóveis, verificou um índice de infestação de 1,7%, ou seja, de cada mil casas pesquisadas, 17 apresentaram focos do mosquito da dengue.

Montes Claros - Índice de infestação da Dengue cai mais de 50% em Montes Claros
Montes Claros – Índice de infestação da Dengue cai mais de 50% em Montes Claros

O novo índice é consideravelmente menor do que o último LIRAa realizado na cidade, no mês de março, que foi de 3,6%. A queda, segundo o CCZ, deve-se à intensificação nas atividades de controle do mosquito pela Prefeitura, à colaboração da população do município e também às condições climáticas, desfavoráveis para a reprodução do inseto. Ainda assim, o índice de 1,7% é considerado de médio risco para a transmissão da dengue, já que o Ministério da Saúde preconiza como sendo de baixo risco índices inferiores a 1%, e de alto risco os superiores a 3,9%. Portanto, a população não pode relaxar no combate ao mosquito, principalmente agora que o período chuvoso está começando. 

Os locais em que foram encontrados criadouros do Aedes com maior frequência foram: depósitos para armazenamento de água ao nível do solo (tambor, tonel, tina), 54,5%; depósitos móveis(recipientes de degelo, bebedouros em geral, vasos e frascos com água), 21,6%; e depósitos fixos (lajes, ralos, tanques e piscinas), 14,2%.

As principais recomendações do CCZ para o combate ao mosquito são:

– providenciar limpeza periódica e vedamento dos tambores e tanques;

– limpar semanalmente os ralos e usar tela de malha fina;

– destinar o lixo para coleta pública;

– escoar a água dos pratos de planta;

– limpar e drenar calhas, lajes e piscinas;

– limpar periodicamente  lotes vagos através da SSU;

A coordenação do Centro de Controle de Zoonoses informa que 180 servidores estão trabalhando nas atividades de controle da dengue e que as ações foram intensificadas nos bairros com maiores índices de infestação do Aedes aegypti.

 As atividades para controle que estão sendo realizadas são:

– Inspeções domiciliares para eliminação mecânica e química de criadouros do mosquito;

– Atividades educativas para orientar a população sobre como evitar focos do vetor;

– Aplicação de inseticida para eliminação dos insetos adultos em locais onde ocorreram casos suspeitos de dengue.

É importante ressaltar que 80% dos focos do mosquito são encontrados nas residências, fazendo com que o combate dependa fundamentalmente da participação da população, que deve estar mobilizada e consciente de suas responsabilidades para reduzir o risco de transmissão da dengue.

Também é importante ressaltar que a ameaça representada pelo Aedes aegypti acaba de aumentar, já que o mosquito também transmite a febre Chikungunya, doença com sintomas semelhantes à dengue e que já teve vários casos confirmados no país, inclusive na Bahia.

A população pode denunciar sobre focos do mosquito através do telefone 0800-283-3330.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Mortes por afogamento crescem 14% em Minas Gerais

MG – Mortes por afogamento crescem 14% em Minas Gerais

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.MG – Mortes …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).