Inicio » Minas Gerais » MG – Secretaria de Estado de Saúde descarta doze casos de chikungunya

MG – Secretaria de Estado de Saúde descarta doze casos de chikungunya

Doze casos suspeitos de febre chikungunya foram descartados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), o balanço foi divulgado nesta segunda-feira (10). Até a última sexta-feira (7), data de conclusão do levantamento, Minas Gerais registrou 39 casos suspeitos. No entanto, apenas dois episódios da doença foram confirmados, um em Matozinhos, na Grande BH, e outro e Coronel Fabriciano, no Vale do Aço.
MG - Secretaria de Estado de Saúde descarta doze casos de chikungunya
MG – Secretaria de Estado de Saúde descarta doze casos de chikungunya

Dos 39 casos, 28 foram descartados e outros nove continuam em investigação. As ocorrências foram registrados nas cidades de Belo Horizonte, Coronel Fabriciano, São Francisco de Paula, Timóteo, Medeiros, Pimenta, São Lourenço, São João do Oriente e Lavras. A capital mineira possuí dois casos sob análise, conforme a SES. Os pacientes possuem entre 7 e 64 anos de idade.

Chikungunya
A Febre Chikungunya é transmitida pelo mosquito da dengue, o Aedes aegypti. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES) a infecção pelo vírus Chinkungunya provoca febre alta, dor de cabeça, dores articulares e dores musculares. O período médio de incubação da doença é de três a sete dias, podendo variar de 1 a 12 dias. Não existe tratamento específico nem vacina disponível para prevenir a infecção por esse vírus.
A doença pode se manifestar de forma aguda, subaguda e crônica. Em sua fase aguda, os sintomas aparecem de forma brusca, com febre alta, cefaleia, mialgia e artralgia. Os sintomas costumam persistir por 7 a 10 dias, mas a dor nas articulações pode durar meses ou anos e, em certos casos, converter-se em uma dor crônica incapacitante para algumas pessoas.
A prevenção é o combate a proliferação dos mosquitos Aedes aegypti e o Aedes albopictus, os mesmos transmissores da dengue. A SES informou que já está adotando todos os procedimentos de vigilância necessários.
Cuidados
A SES ressalta ser fundamental a participação ativa da população em manter os cuidados para evitar a proliferação dos mosquitos causadores tanto da dengue, quanto da Chikungunya. Apesar do período de estiagem, é recomendado não deixar a água parada, principalmente limpa, em qualquer tipo recipiente.
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).