Inicio » Economia » Receita bruta da Minerva cresce 21% no terceiro trimestre de 2014 e atinge recorde de R$ 1,9 bilhão

Receita bruta da Minerva cresce 21% no terceiro trimestre de 2014 e atinge recorde de R$ 1,9 bilhão

A Minerva, uma das líderes na América do Sul na produção e comercialização de carne in natura, gado vivo e seus derivados, apresentou no terceiro trimestre de 2014 uma receita bruta de R$ 1,9 bilhão, crescimento significativo de 21,3% quando comparada com o mesmo período de 2013. Tanto as vendas da Divisão Carnes quanto da Divisão Outros, que compreende os segmentos de Gado Vivo, Couros, MFF e Revenda, apresentaram forte desempenho, com incremento de 9,3% e 24,6%, respectivamente, na comparação com o 3T13.

Frigorífico Minerva em  Janaúba
Frigorífico Minerva em Janaúba

O desempenho da companhia no mercado interno foi um dos destaques deste resultado. A empresa reportou um crescimento de 40,5% na receita bruta entre os meses de julho a setembro de 2014 ante igual período do ano anterior, atingindo R$ 702 milhões.

De acordo com o diretor-presidente da Minerva, Fernando Galletti de Queiroz, a entrada da Minerva no estado do Mato Grosso, maior produtor de gado do país, e a estratégia de distribuição da companhia contribuíram para o forte desempenho no mercado brasileiro.

“Esta combinação resultou no forte crescimento no faturamento do segmento de carnes bovina in natura no mercado interno em relação ao mesmo período de 2013, apoiado não só pelo crescimento do volume de vendas (+21,9%), mas também pela evolução do preço médio (+20,8%)”, explicou Galletti de Queiroz. No terceiro trimestre, a Minerva iniciou a operação de duas plantas no Mato Grosso sob contrato de prestação de serviço com a BRF. Vale lembrar que o processo de aquisição desses ativos, que corria em paralelo, foi concluído em outubro e os resultados das unidades de Mirassol D’Oeste e Várzea Grande passarão a ser consolidados no resultado da Minerva a partir do quarto trimestre de 2014.

No mercado externo, a receita bruta da Minerva registrou um crescimento de 12,4% no terceiro trimestre de 2014 na comparação com o mesmo período do ano passado e atingiu R$ 1,2 bilhão. “As exportações brasileiras continuaram apresentando bom desempenho no 3T14. A receita de exportação do Brasil foi 7,5% superior ao reportado no mesmo período de 2013. No Uruguai e Paraguai, o crescimento da receita das exportações foi ainda mais expressivo, 22% e 33%, respectivamente. O bom resultado dos principais países exportadores da América do Sul é explicado pela combinação entre a crescente demanda de carne bovina por países emergentes e pela redução da presença de países como Estados Unidos, Austrália e Europa, que tem constantemente perdido participação no mercado mundial”, afirma o diretor-presidente da Minerva.

Ainda no 3T14, a Minerva registrou fluxo de caixa livre de R$ 10,3 milhões. O Retorno sobre o Capital Investido (ROIC) atingiu 19,8% no período, 0,8 p.p. superior ao ROIC do 3T13, reafirmando o comprometimento da administração com o retorno gerado nas operações. O EBITDA do 3T14 foi de R$ 177,8 milhões, 20,8% acima do valor apresentado no 3T13. A margem EBITDA no terceiro trimestre de 2014 foi de 9,8%. Vale lembrar que no 3T14 a margem foi impactada pelo início das operações das plantas de Várzea Grande e Mirassol D’Oeste sob regime de prestação de serviços. Além do processo natural de ramp up dos novos ativos, estas possuem margens inferiores ao consolidado da Minerva, explicando a redução da margem na comparação ao 3T13 e 2T14. A relação dívida líquida/EBITDA ao final do 3T14 ficou em 3,47x. A despeito da valorização do Dólar de 11,4 % no 3T14, a companhia foi capaz de manter o nível de alavancagem praticamente estável no trimestre em função da política ativa de hedge e aliada aos impactos das recentes aquisições.

No terceiro trimestre de 2014, a empresa reportou prejuízo de R$ 193,8 milhões, resultado decorrente da despesa (não caixa) de R$ 289,9 milhões relativa à variação cambial sobre a dívida de 11,4%. Se ajustarmos o resultado líquido pelos efeitos da variação cambial, o lucro teria atingido aproximadamente $ 108 milhões.

O relatório completo do terceiro trimestre de 2014 pode ser conferido em www.minervafoods.com

Sobre a Minerva

A Minerva é uma das líderes na América do Sul na produção e comercialização de carne bovina, couro, exportação de gado vivo e derivados, é a segunda maior exportadora brasileira do setor em termos de receita bruta de vendas, e atua também no segmento de processamento de carne bovina, suína e de aves, comercializando seus produtos para mais de 100 países. Em 30 de setembro de 2014, a companhia tinha uma capacidade diária de abate de 15.880 cabeças de gado e de desossa equivalentes a 18.866 cabeças de gado por dia. Presente nos estados de São Paulo, Rondônia, Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, e também no Paraguai e no Uruguai, a Minerva operava 15 plantas de abate e desossa, uma de processamento e 13 centros de distribuição.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).