Inicio » Mais Seções » Saúde – 10 dicas para superar traumas e medos

Saúde – 10 dicas para superar traumas e medos

Ao longo da vida, as pessoas estão sujeitas a situações com grande potencial estressante. Violências físicas e psicológicas, acidentes, perdas, entre outros motivos. A probabilidade de um indivíduo exposto a um trauma estressante desenvolver medo depende de vários fatores, como características da pessoa, envolvimento pessoal na situação, tipo de evento, e grau de exposição e suas consequências.

Saúde - 10 dicas para superar traumas e medos
Saúde – 10 dicas para superar traumas e medos

Para lidar com traumas e medos, Teresa Cristina Imada , coordenadora do curso de Psicologia da Universidade de Franca (UNIFRAN), listou 10 dicas:

1) Busque informações sobre a situação ou objeto aversivos: o conhecimento contribui para aumentar a sensação de controle e a possibilidade de fazer isso.

2) Avalie se há razões reais para o medo: há situações e objetos que oferecem riscos reais e outros não. Diferenciá-los é necessário para que você decida se você deve enfrentar o medo ou evitar as situações que o despertam.

3) Identifique alternativas para minimizar os riscos reais; por exemplo, se tem medo de passar por uma rua escura, mude seu trajeto.

4) Controle a ansiedade através de técnicas de relaxamento: exercícios respiratórios, focalização da atenção, visualização, entre outros.

5) Faça um levantamento das experiências em que você obteve sucesso no enfrentamento de situações ou objetos aversivos e/ou estressantes: isso lhe dará mais autoconfiança.

6) Planeje formas de enfrentar seu medo ou trauma: imagine-se lidando com a situação com adequação e autocontrole.

7) Em caso de medo em que não há risco real de dano pessoal, exponha-se gradualmente à fonte de medo. O contato progressivo com o objeto ou situação estressante, em situação controlada, possibilita a redução gradual da ansiedade.

8) Busque ajuda em familiares ou colegas para enfrentar a situação aversiva. O suporte social pode ser muito útil para que você tenha a força e a coragem para lidar com seus traumas e medos.

9) Gratifique-se a cada progresso que fizer no sentido de enfrentamento da situação ou objeto aversivo.

10) Se sentir que não consegue lidar com seu medo sozinho, busque a ajuda profissional de um psicólogo.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).