Inicio » Mais Seções » Microsoft corrige falha de quase duas décadas no Windows

Microsoft corrige falha de quase duas décadas no Windows

A Microsoft informou na quarta-feira que corrigiu uma falha que afetou por quase duas décadas o sistema operacional Windows e que facilitava o controle dos computadores por terceiros.

Microsoft corrige falha de quase duas décadas no Windows
Microsoft corrige falha de quase duas décadas no Windows

A vulnerabilidade, descoberta por técnicos de segurança da IBM, afetou todas as versões do sistema Windows desde 1995 e poderia permitir a um hacker assumir o controle de um equipamento depois de atrair os usuários do navegador Internet Explorer para sites falsos.

Mas aproveitar a falha era “difícil” e não há evidências de que os hackers tenham conseguido, destacou a Microsoft.

“Enviamos um boletim para ajudar a proteger os clientes d o problema. Aqueles que têm as atualizações automáticas ativadas não precisam realizar nenhuma ação”, afirmou a empresa.

Robert Freeman, da IBM X-Force, afirmou que era uma vulnerabilidade muito rara, pois permitia usar um “código no qual o Internet Explorer confiava, apesar de não pertencer ao mesmo”.

A solução ao problema, considerado crítico pela Microsoft, foi incluída no ciclo de atualização de rotina. O Windows é o sistema operacional utilizado por 90% dos computadores no mundo.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).