Inicio » Cultura MOC » “O Espírito da Colmeia” no Cinema Comentado em Montes Claros

“O Espírito da Colmeia” no Cinema Comentado em Montes Claros

"O Espírito da Colmeia" no Cinema Comentado em Montes Claros
“O Espírito da Colmeia” no Cinema Comentado em Montes Claros

No sábado 15,11, o Cinema Comentado em Montes Claros exibe o “Espírito da Colmeia Pietá” (1973), produção consagrada do espanhol Victor Erice. Em uma pequena aldeia na Espanha em 1940, na esteira da devastadora guerra civil do país, Ana, uma menina de seis anos de idade, assiste um filme de Frankenstein numa exibição itinerante e fica com essa imagem gravada na memória. Produzido no momento em que o regime de Franco se aproximava do fim, o filme é um fascinante retrato da vida interior de uma criança e, visualmente, um dos filmes mais arrebatadores já feitos.

Cineasta de poucos filmes, Erice faz uma sutil referência às condições da Espanha logo após a Guerra Civil (1936-1939). Tudo se passa num povoado de Castela, em 1940, isto é, na fase de consolidação do governo fascista que derrotara os republicanos e iria reinar durante quase 40 anos sobre a Espanha. Há um acontecimento importante que movimenta a cidadezinha logo nas primeiras cenas – a chegada de um cinema itinerante, que exibirá a grande atração aos moradores: a projeção de “Frankenstein”, o clássico do terror de James Whale, filme de 1931, com Boris Karloff no papel do Monstro. É a essa obra que o povoado assiste, de olhos arregalados, no cinema improvisado armado sob uma lona. E, de olhos ainda mais abertos que os outros estão as duas menininhas, que serão as protagonistas da história.

A garotinha Ana fica impressionada com o filme, junto com sua irmã Isabel. Elas vivem com o pai, Fernando e a mãe, Teresa. Todos os personagens principais têm os mesmos prenomes dos atores. Fernando é apicultor, e escreve textos de grande densidade filosófica. A mãe também escreve. Cartas a um amante, que talvez tenha existido, talvez seja imaginário. O ambiente é silencioso. A casa enorme, mal conservada, cheia de quartos e dependências. Os vidros da janela são emoldurados como os alvéolos de uma colmeia.

Tudo é metafórico e alusivo nesse filme de ritmo pensativo e luz esplendorosa.

Classificação etária: 12 anos.
As sessões do Cinema Comentado Cineclube acontecem aos sábados, a partir das 19h, na sala Geraldo Freire, no prédio da Prefeitura. A entrada é grátis e todos os interessados podem comparecer e participar das exibições. Depois da sessão, acontece um bate-papo com a platéia sobre os filmes apresentados.

Próximas Atrações
22/11 – “A História da Eternidade” (Brasil, 2014), dir: Camilo Cavalcante.
29/11 – “Azul é a Cor mais Quente” (França, 2013), dir: Abdellatif Kechiche.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).