Inicio » Internacional » Interpol tentará localizar criminosos ambientais

Interpol tentará localizar criminosos ambientais

A Interpol fez um pedido nesta segunda-feira (17) para que testemunhas se apresentem e ajudem a localizar pessoas procuradas por atentados contra o meio ambiente, como o tráfico de marfim ou a pesca ilegal, em uma primeira iniciativa deste tipo.

Esta é a primeira operação da Interpol visando indivíduos procurados por delitos contra o meio ambiente, como o tráfico de Marfim
Esta é a primeira operação da Interpol visando indivíduos procurados por delitos contra o meio ambiente, como o tráfico de Marfim

A organização policial internacional, com sede em Lyon, leste da França, pediu a ajuda de cidadãos de todo mundo para esta operação que permitirá que criminosos sejam localizados e levados ante a justiça.

A Interpol lançou em 6 de outubro uma operação denominada “Infra-Terra” (International Fugitive Round Up and Arrest), destinada a encontrar 139 delinquentes foragidos e procurados por 36 de seus 190 Estados membros.

Operações similares foram realizadas na América (“Infra-Americas”) e no sudeste asiático (“Infra-SEA”), e outras “Infra-Red” foram realizadas em nível mundial em 2010 e 2012. Segundo a Interpol, as operações permitiram localizar e de deter 600 delinquentes em todo mundo.

Mas esta é a primeira operação da Interpol visando indivíduos procurados por delitos contra o meio ambiente, segundo comunicado oficial.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).