Inicio » Internacional » África » África – Boko Haram degola e afoga 48 vendedores de peixe na Nigéria

África – Boko Haram degola e afoga 48 vendedores de peixe na Nigéria

Homens armados do grupo islamita Boko Haram mataram 48 vendedores de peixe no estado nigeriano de Borno, perto da fronteira com o Chade, indicou neste domingo à AFP o líder da associação de comerciantes de peixe.

Cerca de 1,5 milhões de pessoas fugiram Nigéria desde 2013 por ataques do Boko Haram, de acordo com dados da ONU
Cerca de 1,5 milhões de pessoas fugiram Nigéria desde 2013 por ataques do Boko Haram, de acordo com dados da ONU

“Muitos membros do Boko Haram bloquearam uma estrada entre a Nigéria e o Chade perto da aldeia de pescadores de Doron Baga, às margens do lago Chade, na quinta-feira, e mataram um grupo de 48 vendedores de peixe que se dirigiam ao Chade para comprar” este produto, disse Abubakar Gamandi.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).