Inicio » Internacional » África » África – Mortes por ebola atingem 7 mil em 3 países africanos

África – Mortes por ebola atingem 7 mil em 3 países africanos

Aproximadamente 7 mil pessoas morreram devido ao vírus ebola nos três países africanos mais afetados pelo atual surto da doença, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS)

16.169 casos confirmados, suspeitos e prováveis de ebola foram reportados na Guiné, Libéria e Serra Leoa
16.169 casos confirmados, suspeitos e prováveis de ebola foram reportados na Guiné, Libéria e Serra Leoa

A agência de saúde da Organização das Nações Unidas disse que 16.169 casos confirmados, suspeitos e prováveis de ebola foram reportados na Guiné, Libéria e Serra Leoa. Os três países estão no centro do atual surto.

Um total de 6.928 pessoas morreram de ebola nos três países desde que o surto da doença teve início, segundo a OMS. A Libéria reportou a maior alta no número de mortes, mais de mil desde que os dados foram divulgados na última quarta-feira.

A agência, que mudou recentemente o formato que utiliza para reportar os dados do ebola, não forneceu nenhuma razão para o número de mortes ter aumentado. No entanto, um porta-voz disse via e-mail que o aumento foi causado por mortes anteriormente não declaradas e que agora estão incluídas nas estatísticas oficiais, ao invés de ter sido provocadas por um nova erupção de novas mortes.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).