Inicio » Economia » Copom se reúne para para examinar elevação da taxa básica de juros

Copom se reúne para para examinar elevação da taxa básica de juros


Reviewed by:
Rating:
5
On 2 de dezembro de 2014
Last modified:15 de dezembro de 2014

Summary:

Copom se reúne para para examinar elevação da taxa básica de juros

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) começa nesta terça-feira (2) à tarde a última reunião do ano para definir a Selic, taxa básica de juros da economia. A expectativa do mercado financeiro, segundo a pesquisa semanal do BC em instituições financeiras, é de elevação do patamar, atualmente em 11,25% ao ano, em 0,25 ponto percentual. Assim, a Selic encerraria 2014 em 11,5% ao ano. Como são dois dias de reunião, a decisão do Copom será anunciada nesta quarta-feira (3).

Expectativa do mercado é que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechará 2014 em 6,45%
Expectativa do mercado é que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechará 2014 em 6,45%

Na penúltima reunião do ano, no fim de outubro, o Copom decidiu elevar a Selic pela primeira vez, após seis meses de manutenção em 11%. Na ata da reunião, divulgada uma semana depois, a autoridade monetária disse que havia um “balanço de riscos para a inflação menos favorável”. Os técnicos projetaram, ainda, que a inflação demoraria a convergir para o centro da meta, que é 4,5%.

A expectativa do mercado é que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechará 2014 em 6,45%. Para 2015, a projeção é 6,49%. Analistas e investidores também estão apostando em novas elevações dos juros para o próximo ano, já que projetam Selic de 12% ao fim de 12 meses.

A taxa básica de juros é o instrumento do BC para controle da inflação. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, pois os juros elevados encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando há redução da taxa básica, a tendência é o crédito ficar mais barato, com estímulo à produção e ao consumo.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).