Inicio » Mais Seções » Famosos » Bill Cosby processado por denúncia de agressão sexual contra adolescente nos anos 70

Bill Cosby processado por denúncia de agressão sexual contra adolescente nos anos 70

O ator americano Bill Cosby, no meio de um escândalo após várias acusações de abuso sexual, está sendo processado por uma mulher que o acusa de agressão sexual na mansão Playboy quando ela tinha apenas 15 anos.

Advogado do ator repete desde o início do escândalo que o cliente não tem nada do que se envergonhar
Advogado do ator repete desde o início do escândalo que o cliente não tem nada do que se envergonhar

Na denúncia apresentada à Corte Superior de Los Angeles (Califórnia), Judy Huth, que hoje tem 55 anos, afirma que ela e uma amiga conheceram o comediante em 1974, quando visitaram o set de um filme em San Marino, perto de Los Angeles.

Ela e sua amiga, que então tinha 16 anos, conversaram com Cosby, que as convidou para visitar seu clube de tênis no sábado seguinte, de acordo com a denúncia. Do clube, o astro da TV as levou para uma casa com bebidas alcoólicas onde jogaram sinuca.

“Segundo as regras do jogo de Cosby, a demandante tinha que beber uma cerveja a cada vez que Cosby ganhava”, destaca o texto. Depois de ter tomado “várias bebidas alcoólicas”, o ator as levou para outra residência, que era a famosa mansão Playboy, segundo a denúncia.

Na mansão, o ator a “molestou ao tentar colocar a mão em suas roupas íntimas e colocando a mão dela entre as suas (obrigando a jovem a masturbá-lo) sem seu consentimento”, continua a denúncia. A denunciante alega que “sofreu danos psicológicos e angústia” por toda a vida e que descobriu recentemente que foram “provocados pelo abuso sexual do senhor Cosby”.

A mulher acusa o humorista de “abuso sexual, intenção de infligir angústia emocional, angústia emocional e negligência”. A demanda foi apresentada por danos e prejuízos, sem um valor revelado.

Cosby, de 77 anos, muito famoso em todo o mundo graças à série “Bill Cosby Show”, exibida nos anos 80 e 90, já foi acusado por pelo menos 17 mulheres de abuso sexual, incluindo estupro, que teriam sido cometidos sobretudo em sua época de maior sucesso.

O advogado do ator, Martin Singer, não foi encontrado na terça-feira, mas ele repete desde o início do escândalo que o cliente não tem nada do que se envergonhar e chamou as acusações de “ridículas e fantasiosas”.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).