Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Começam as pré-conferências para elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico

Montes Claros – Começam as pré-conferências para elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico

A Prefeitura de Montes Claros, através da empresa Serenco, licitada para realizar o Plano de Saneamento da cidade, promove nos próximos sete dias pré-conferências com a população, para a coleta de informações sobre o serviço prestado hoje no município. As informações vão embasar o diagnóstico a ser elaborado pela Serenco, que permitirá a construção de um Plano de Saneamento que atenda às demandas de Montes Claros e de seus cidadãos.

As conferências são para levantar informações junto á população sobre o serviço de saneamento no município
As conferências são para levantar informações junto á população sobre o serviço de saneamento
no município

Ao longo da semana, inclusive no sábado, 06 de dezembro, serão realizadas duas conferências por dia, visando agilizar o processo da coleta de informações. A elaboração de um Plano de Saneamento é determinado pela Lei nº 11.445/2007, que foi regulamentada em 2010. De acordo com a lei todos os municípios brasileiros são obrigados a apresentar um Plano de Saneamento visando, sobretudo, a universalização do acesso a um serviço de qualidade. A lei estabelece os princípios para a Política de Saneamento e esta, por sua vez, define a forma de atuação de todas as instituições  e órgãos responsáveis, com a participação da sociedade.

Em função do desafio proposto aos municípios, o Conselho das Cidades propôs a Campanha Plano de Saneamento Básico Participativo, que tem por objetivo divulgar a importância e a necessidade do planejamento das ações. A partir disso, serão realizados as conferências com a participação da população, que ajudarão a definir as prioridades de investimentos, as metas e, ainda, a atuação dos prestadores de serviço.

Nesta quarta-feira, 3 de dezembro, as pré-conferências serão realizadas no Cras do Major Prates, às 17h30 e no Cras Maracanã, às 18h30.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).



Um comentário

  1. José Maria Villac Pinheiro

    Junto ao plano de saneamento é importante em seguida agregar o plano para redução de perdas de água. Dividir a cidade em micro setores de abastecimento, regular a pressão da água, hidrometração, tarifa social, tudo isso e muito mais é a lição de casa das operadoras de saneamento. A população também deve tratar a água como um bem escasso. 10% da água disponível está localizada onde se encontra 90% da população brasileira. Não tem água sobrando. É cultural também. Esta crise está sendo ótima para o setor saneamento que perde R$ 10 bilhões anualmente em seu faturamento de água. Algo tinha que ser feito e agora passou a ser a hora. Para isso é preciso investimento no desenvolvimento institucional das empresas de saneamento brasileiras. O Cadastro de redes e consumidores é o primeiro passo. Muitas operadoras de saneamento não sabem com exatidão onde encontram-se as suas tubulações e consumidores Disponibilizamos este sistema com código aberto. nexusbr. com