Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Samu realiza reunião pública em Taiobeiras

Norte de Minas – Samu realiza reunião pública em Taiobeiras

Desde o início de novembro, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do Norte de Minas (Samu Macro Norte) está realizando uma série de reuniões públicas, com o tema “Parceria pela Vida: O Samu mais perto de você”, com objetivo de promover um esforço de comunicação de caráter educativo e social para que a população seja orientada em relação à melhor utilização do serviço.

Norte de Minas - Samu realiza reunião pública em Taiobeiras
Norte de Minas – Samu realiza reunião pública em Taiobeiras

As reuniões estão sendo realizadas nos municípios sede das nove microrregiões que compõem o Norte de Minas. As próximas reuniões serão realizadas em Taiobeiras (04/12), Pirapora (09/12) e em Montes Claros (11/12), reunindo os municípios que compõem cada microrregião. Antes do encontro, o Núcleo de Educação Permanente do Samu realiza um curso de urgência e emergência para os socorristas e profissionais que atuam nos hospitais e centros de saúde dos municípios envolvidos no encontro.

O presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun) e prefeito de Bocaiuva, Ricardo Afonso Veloso, destaca que no dia 22 de dezembro o Samu Macro Norte completa seis anos, mas ainda registra cerca de 30% dos chamados como ligação de brincadeira, e é importante que a população seja orientada para melhor utilizar o serviço. “Além de dificultar o atendimento a uma pessoa que realmente necessita, os trotes geram gastos de recursos com a saída de ambulâncias desnecessariamente”, ressalta o prefeito.

De acordo com o Ministério da Saúde, cada saída de uma unidade de suporte básico gera gasto de R$ 1.100,00, e de uma unidade avançada (UTI móvel), de R$ 2.300,00.

O Samu Macro Norte recebe uma média mensal de 45 mil chamados e, além dos trotes, muitos acionamentos são para situações que não se configuram urgência ou emergência. As estatísticas mostram que cerca de 10% dos chamados são resolvidos apenas com orientação do médico regulador e 18% dos pacientes atendidos são liberados no local, sem necessidade de serem encaminhados ao hospital.

O médico coordenador, Ênius Freire Versiani, explica que o Samu deve realizar a orientação médica, e é importante que a população receba essa assistência. “Mas ainda temos muitos casos que realmente não necessitariam de deslocamento de uma unidade de emergência e outras situações em que a pessoa deveria acionar o 192 e não liga, indo direto para o hospital. Então, nossa proposta é esclarecer em que situações o serviço deve ser acionado e como é a dinâmica do atendimento, para facilitar o entendimento e acesso das pessoas ao serviço”, esclarece o médico.

Através do projeto, o Samu já realizou seis encontros, nas microrregiões de Janaúba/Monte Azul, São Francisco/Brasília de Minas, Januária, Manga, Francisco Sá e Coração de Jesus, reunindo a comunidade, profissionais de saúde, prefeitos e demais autoridades municipais.

MICRORREGIÃO SALINAS/TAIOBEIRAS

Com 16 municípios e população de 203.294 habitantes, a microrregião Salinas/Taiobeiras possui sete unidades do SAMU, sendo uma avançada, que realizam uma média de 493 atendimentos por mês, sendo 78% na área urbana.

Devido à BR-251 que corta a região, é registrado um grande número de atendimentos a vítimas de acidentes, respondendo por cerca de 35% de todos os atendimentos realizados pelo Samu na região, sendo 49% na faixa etária entre 20 e 49 anos.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).