Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Programa Mais Alimentos estimula mecanização no campo

Norte de Minas – Programa Mais Alimentos estimula mecanização no campo

Criado há 6 anos, o programa Mais Alimentos impulsiona a produtividade dos agricultores familiares e apoia o aumento da produção, além de incentivar a mecanização no campo. No Norte de Minas, os produtores aproveitam para ampliar a produção e atuarem de forma mais competitiva no mercado, com tratores e implementos agrícolas mais modernos. Mesmo num cenário de crise econômica mundial, os números do Mais Alimentos são positivos. De acordo com dados apresentados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o setor registrou no último ano um aumento de 45% nas vendas de tratores da linha da agricultura familiar (até 75 CV).

Norte de Minas - Programa Mais Alimentos estimula mecanização no campo
Norte de Minas – Programa Mais Alimentos estimula mecanização no campo

“O agricultor que adquire um equipamento através das linhas de crédito do Mais Alimentos tem um prazo de até 10 anos para pagar, com juros de 0, 5% a 2% ao ano. O objetivo principal é promover a segurança alimentar, além de incentivar a indústria nacional que produz máquinas, equipamentos e tratores”, explica G. Gualter. “Sendo que os Juros de 0,5% não se enquadram para aquisição de máquinas”, frisa.

Somente na safra 2013/2014, agricultores familiares já tomaram R$ 13,7 bilhões em crédito para expandir a produção, comprar máquinas e equipamentos, e modernizar as propriedades rurais. No campo, o produtor planeja a lavoura 2015/2016, oportunizando novos negócios para toda a cadeia econômica do agronegócio. “Os incentivos do Governo no agronegócio garantem a estabilidade econômica do comércio regional, além de garantir maior produção alimentar no campo e qualidade de vida à agricultura familiar”, afirma o empresário.

O Mais Alimentos responde por mais de 15% da demanda total do segmento de indústria de máquinas. “O programa reduz a penosidade no campo, aumenta a oferta de alimentos para a mesa da população e ainda estimula a indústria, que produz máquinas de acordo com a demanda dos agricultores familiares, gerando emprego”, avalia Gualter.

Ele completa que “para garantir a safra com tratores e colheitadeiras, os modelos são entregues aos produtores de forma mais rápida e com a opção de serem comercializados pelo Moderfrota, linha de crédito específica para aquisição de máquinas e equipamentos. Para seminovos, o cliente também pode comprar pelo Mais Alimentos, com a mesma taxa de juros, 2%a.a. O importante é o produtor tirar maior proveito da agricultura de precisão, como redução de custos de produção, maior eficiência e rentabilidade”, finaliza.

Sobre o Mais Alimentos

Criado em 2008, ampliação do Mais Alimentos pode ser notado nos números do programa. Durante o período-safra 2011/2012, os agricultores familiares contrataram R$ 3,2 bilhões. No ano-safra seguinte, o valor aportado foi de R$ 5,7 bilhões. E no último período, 2013/2014, a política bate o recorde alcançando mais de R$ 8 bilhões em financiamento.

Atualmente, o programa possui 525 empresas ofertantes, aumento de mais de 15% de empresas cadastradas na safra 2013/2014. O trator é a máquina mais financiada, tendo sido adquirida mais de 75 mil vezes. Além disso, o Mais Alimentos já financiou 47 mil veículos de Transporte de Carga, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Agrário. Agricultores familiares tiveram crédito de R$ 21 bilhões para a safra 2013/2014.

Agência Mosaico.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).