Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Município apresenta balanço da Educação e decreto é assinado em favor dos professores

Montes Claros – Município apresenta balanço da Educação e decreto é assinado em favor dos professores

O prefeito Ruy Muniz assinou na manhã desta segunda-feira (08) o decreto n° 3.231/14, que torna opcional aos professores da rede municipal a adesão aos 220 dias letivos. O decreto foi assinado em coletiva à imprensa que contou com a presença de vários professores, além de técnicos da Secretaria Municipal de Educação.

Montes Claros - Município apresenta  balanço da Educação e decreto é assinado em favor dos professores
Montes Claros – Município apresenta balanço da Educação e decreto é assinado em favor dos professores

A partir do decreto, o ano letivo do município continua com 220 dias, porém os professores poderão optar pela manutenção da atual a carga horária ou pela antiga, que totalizava 200 dias. Os professores que optarem pelos 20 dias a mais no calendário receberão pelo período trabalhado, como já acontece hoje.

O prefeito Ruy Muniz explicou durante a coletiva que chegou a esta decisão após amplo diálogo com os professores, com o sindicato municipal dos servidores e com a sua equipe técnica. Ele explicou que uma grande educação se faz com o tempo maior de permanência do aluno na escola.

“A escola tem que ficar aberta. Quanto maior o tempo de permanência do aluno na escola, melhor será seu desempenho. Esta é a grande arma na luta contra a criminalidade. Os alunos de escolas particulares têm condições de pagar cursos de inglês, aulas de natação e outras atividades que ocupam o tempo que estão fora da escola, já alunos carentes não têm essas condições. Os próprios pais me pedem para que os filhos permaneçam na escola. Esse é o diferencial nosso na educação e não abro mão disso”, explicou o prefeito.

O chefe do executivo ainda reforçou junto ao corpo docente presente na coletiva o compromisso com os alunos e a necessidade de se dedicar uma atenção especial, sobretudo, aos que estudam em locais com um nível maior de instabilidade social.

“Hoje, nós pagamos o 14° salário, que é pago através do sistema de gratificação. Damos esse estímulo para que os nossos professores cuidem bem das nossas crianças. Peço que todos tenham o mesmo compromisso de um médico quando faz uma cirurgia, que precisa ter toda atenção possível. Quero que os professores tenham gosto por ensinar e o façam com amor e responsabilidade pelo futuro dos alunos”, completou o prefeito.

Avanços na educação – Ainda durante a coletiva, a secretária municipal de Educação, Suely dos Reis Nobre, fez um balanço dos dois anos de gestão. A educação contou com orçamentos recordes nestes dois primeiros anos. Em 2013, o orçamento total foi de R$150 milhões, já em 2014, ultrapassou os R$160 milhões. Pela primeira vez na história, os investimentos superaram os R$100 milhões e representaram nos dois anos, respectivamente, 26% e 29% de investimentos municipais, superando o mínimo constitucional de 25%.

Os investimentos refletem em números. Hoje, 33.893 alunos estudam no sistema municipal de educação. As escolas contam com 3.925 servidores. Somente este ano, 261 professores PEB I e PEB II, que haviam sido aprovados no último concurso público, foram empossados.

O Índice de Desenvolvimento da Educação básica (IDEB) do ano de 2013 do município foi de 5.4 nos primeiros anos do ensino fundamental, acima da média nacional de 5.2. Até 2012, esse índice era de 3.1.

A secretária ainda lembrou que hoje o município possui um sistema didático próprio, com material específico para as diversas séries. Esses livros já fazem parte da vida estudantil de 9.700 crianças da rede infantil e 10.930 do ensino fundamental. Para o próximo ano, mais alunos deverão usar o material, que será distribuído junto com uma mochila e com uniformes.

A educação inclusiva também foi destacada por Suely. O município conta com 22 salas de multimeios e com 300 auxiliares capacitados para atender às crianças portadoras de necessidades especiais. Em 2009, apenas 331 alunos portadores de necessidades especiais estudavam na rede pública municipal, em 2014 já são 1925 alunos.

A educação integral também já é realidade hoje no município. Atualmente, 19 mil alunos já participam de atividades extraescolares em 20 espaços de educação integral. A meta é fazer com que no próximo ano 10 novos espaços sejam adotados. As crianças que desempenham as atividades ocupam 7 horas do dia com atividades escolares. “Esse é um dos segredos para um aumento tão grande no Ideb em pouco tempo”, explicou Suely.

A secretária ainda destacou a construção de quatro novas escolas, que deverão ser inauguradas já no próximo ano, o Cemei do bairro Santa Lúcia será um deles. Além disso, os recursos têm sido aplicados na reforma de carteiras e na construção de quadras poliesportivas (quatro delas foram feitas neste ano).

“Tenho certeza que a educação de Montes Claros vai melhorar ainda mais. Temos a meta de estender a boa nota do Ideb para os últimos anos do ensino fundamental. Com as crianças ficando mais tempo dentro da escola, não há como esses resultados não crescerem”, concluiu a secretária.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).