Inicio » Educação » Vestibular da Unimontes registra índice de abstenção de 11,7%

Vestibular da Unimontes registra índice de abstenção de 11,7%

Com abstenção de 11,75%, a Universidade Estadual de Montes Claros realizou neste domingo (7/12), o 1º Processo Seletivo/2015 em 15 cidades mineiras. Não foram aos locais de prova 1.128 dos 9.594 candidatos inscritos. Em relação ao vestibular de meio de ano da Unimontes, que aconteceu em junho último, o índice de abstenção caiu (- 0,72%).

Vestibular da Unimontes registra índice de abstenção de 11,7%
Vestibular da Unimontes registra índice de abstenção de 11,7%

Durante a realização dos exames nos Grupos 1 e 2 deste domingo, três concorrentes foram eliminados por porte de telefones celulares – mesmo desligados e sem bateria –, o que é proibido conforme o edital.

A oferta é de 1.219 vagas em 52 cursos ministrados em 12 campi do Norte e Noroeste de Minas e Vale do Jequitinhonha – além dos núcleos de Joaíma e Pompéu. No sistema universal, Medicina é o curso mais concorrido, com 276,27 candidatos/vaga, seguido por Odontologia (109,67) e Direito Noturno (101). Pelo sistema de reserva de vagas, Medicina também é o mais disputado com 31,38 inscritos/vaga (categoria egresso de escola pública/carente).

Os gabaritos e as provas os grupos 1 e 2 do vestibular de fim de ano da Unimontes já estão disponíveis no portal eletrônico da Comissão Técnica de Concursos www.cotec.unimontes.br.

O Processo Seletivo 1/2015 distribui 230 pontos, sendo vinte (20) no exame de redação e 210 em provas de múltipla escolha. Sobre as provas de redação, a Unimontes adotou temas relacionados à atualidade. O estudante Thiago Duarte (18 anos) realizou as provas pelo Grupo 1, pela manhã. Concorre a uma vaga para o curso de Medicina pela segunda vez consecutiva e espera melhor sorte desta vez, a começar pelo próprio texto produzido. O tema fez alusão aos hábitos da sociedade que comprometem a qualidade de vida e a saúde. “Achei interessante. Não há quem não conviva com uma situação assim”.

Com 17 anos, Handressa Maria Souza Santos é concorrente aos cursos de Direito (Noturno e Matutino) nos grupos 1 e 2, respectivamente, e diz ter boas perspectivas em relação às provas e às redações. “Não tive maiores dificuldades nas questões fechadas e a redação abordou temas que fazem parte de nosso dia a dia, que considero de domínio público”, opinou. Para o Grupo 2, a redação sugeriu aos candidatos a produção de texto sobre como estão “as condições da saúde pública do Brasil para o combate ao vírus Ebola” num hipotético registro da doença no país.

DISTÂNCIA E FÉ

O sonho do acesso ao ensino superior mescla também superação, com paciência, dedicação e fé. A dona de casa Neusita Souza de Araújo deixou a cidade de Luís Eduardo Magalhães, no Oeste Baiano, para vir a Montes Claros, onde a filha Regina Stefani Araújo de Souza fez provas para os cursos de Medicina e Odontologia nos grupos I e II, respectivamente.

Do interior da Bahia até o campus da Unimontes, mãe e filha viajaram quase 1,2 mil quilômetros passando por Goiás, Distrito Federal e o Noroeste Mineiro. Durante todo o processo, de 8h às 20 horas, Neusita ficou do lado de fora do prédio 2 à espera de Regina. Para passar o tempo, leu, rezou o rosário e conversou com outras mães que também esperavam pelos seus filhos.

“Por filho, vale tudo. Estou conhecendo a cidade e a Unimontes somente agora, mas gostei de tudo que vi. Espero que a minha filha consiga finalmente passar em Medicina – que é o seu sonho – e venha morar aqui”, disse.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).